Publicidade

Estado de Minas HISTÓRIA

Tiradentes restaura patrimônio histórico em meio à pandemia da COVID-19

Diversos pontos turísticos foram revitalizados com recursos vindos do ICMS do patrimônio cultural. Município de 7,5 mil habitantes liberou funcionamento de restaurantes, pousadas e hoteis desde esta terça-feira


14/07/2020 20:35 - atualizado 14/07/2020 23:32

Um dos principais monumentos de Tiradentes, chafariz de São José recebeu investimento de R$ 10 mil em sua reforma(foto: Prefeitura de Tiradentes/Divulgação)
Um dos principais monumentos de Tiradentes, chafariz de São José recebeu investimento de R$ 10 mil em sua reforma (foto: Prefeitura de Tiradentes/Divulgação)
Enquanto tenta restabelecer a economia e minimizar os efeitos da crise do coronavírus, a prefeitura de Tiradentes trabalhou na restauração do acervo do patrimônio histórico e cultural da cidade, que ficou fechada por quase quatro meses por causa da doença. Em parceria com o Instituto Histórico e Geográfico de Tiradentes, o município remodelou várias igrejas e pontos turísticos, dando nova identidade visual.
 
Nas restaurações, foram contemplados monumentos do séculos XVIII e XIX, como a capela de Santo Antônio do Canjica, do chafariz de São José e do monumento a Tiradentes no Largo das Forras. Além disso, foram feitas pintura da capela de São Francisco de Paula, da igreja de Nossa Senhora do Pilar do Padre Gaspar e execução de um novo projeto elétrico na igreja de Nossa Senhora do Rosário. Outro monumento restaurado foi a Estação Ferroviária César de Pina, no povoado que leva o mesmo nome.
 
Segundo a prefeitura, foram investidos em torno de R$ 160 mil na contratação de funcionários e compra de materiais - os recursos vieram do ICMS do patrimônio cultural. Na restauração da estação de César de Pina, o total gasto foi de R$ 183.508, sendo R$ 100 mil do próprio fundo de patrimônio e o restante de recursos próprios do município.
 
A verba, aprovada no conselho municipal de políticas culturais e patrimônio, foi repassada ao Instituto Histórico e Geográfico para a revitalização do acervo. Além da restauração, foram adquiridos extintores de incêndio para as igrejas e para os passos da Paixão.

"Estamos fazendo obras por todo o município de Tiradentes, resgatando parte de nossa história. Ao mesmo tempo que restauramos nosso patrimônio, garantimos mais empregos para o povo tiradentino durante a pandemia. E usamos a verba pública de forma correta", ressalta o prefeito Zé Antônio do Pacu (PSDB).

O Secretário Municipal de Cultura e Turismo, Henrique Rohrmann, entende que é importante revitalizar os pontos turísticos para que os visitantes possam aproveitá-lo da melhor forma:  "Nosso acervo arquitetônico é muito rico em cultura e restabelecer esses patrimônios é muito valioso para todos nós tiradentinos”.
 

Reabertura do comércio 

A cidade de 7,5 mil habitantes reabriu desta esta terça-feira o comércio local, fechado desde março por causa do coronavírus. Os diversos restaurantes e hotéis foram liberados, desde que sigam as regras sanitárias de combate e prevenção à contaminação da COVID-19. A cidade histórica também reabrirá as portas para a visitação de turistas, que estavam suspensas desde o dia 2 deste mês.

Tiradente também aderiu ao programa Minas Consicente, do governo de Minas, plano para a retomada gradual da economia. Depois de descartar inicialmente a adesão à iniciativa do estado, a prefeitura optou por flexibilizar as atividades com a estabilização da doença na cidade: foram apenas oito casos, sendo que uma pessoa morreu. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade