Publicidade

Estado de Minas NOVA LIMA

Casal é preso no Jardim Canadá acusado de assassinato em ritual macabro

Pais queriam a cura da vítima, uma garota de 12 anos que estava problemas emocionais; na autópsia foi encontrado grande quantidade de álcool no corpo da vítima


postado em 09/07/2020 19:15 / atualizado em 09/07/2020 20:18

O delegado Thiago Rocha Ferreira (C) busca mais provas sobre o crime no Jardim Canadá(foto: Polícia Civil/Divulgação)
O delegado Thiago Rocha Ferreira (C) busca mais provas sobre o crime no Jardim Canadá (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um casal foi preso, nesta quinta-feira (9/7), por policias da Delegacia de Nova Lima, suspeito do assasinato de uma garota de 12 anos em ritual macabro. O crime ocorreu em 1º de agosto de 2019, no Bairro Jardim Canadá e os policiais cumpriram mandado de prisão temporária.

 

Segundo o delegado regional de Nova Lima, Thiago Rocha Ferreira, a investigação apontou que a pré-adolescente tinha problemas emocionais e que seus pais decidiram levá-la para uma seção de curandeirismo, na casa do casal – o homem com 58 anos e a mulher com 57.

 

“Em uma tentativa, a mãe e a irmã levaram a pré-adolescente à casa no Jardim Canadá na tentativa de conseguir a cura para os problemas emocionais da menina. A vítima estava perdendo peso e vivia desanimada, sintomas que surgiram depois da morte da avó. O casal prometia uma cura sobrenatural”, conta o delegado.

 

O dr. Thiago detalha como foi: “No local, a vítima se submete a um ritual realizado por esse casal, na presença da mãe e da irmã. Banharam a vítima com pipoca, canjica, mel e chá de boldo, o que foi comprovado no laudo de autópsia. É uma prova subjetiva. A prova objetiva indica que a pré-adolescente ingeriu elevada quantidade de álcool horas antes do falecimento. O nível medido é muito alto. Isso indica que, durante o ritual, foi ministrada elevada dose de bebida alcoólica.”

 

O local onde a pré-adolescente morreu também será vistoriado. Os policias estão em busca de mais provas, que serão anexadas ao processo. O casal está preso. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade