Publicidade

Estado de Minas ARMA INUSITADA

Embriagado, homem agride madrasta com um peito de frango

Crime ocorreu no Bairro Taquaril; enteado da mulher passou a xingá-la e a atacou com a peça congelada


postado em 09/07/2020 16:55 / atualizado em 10/07/2020 12:14

A 'arma' usada na briga foi um peito de frango(foto: Pixabay )
A 'arma' usada na briga foi um peito de frango (foto: Pixabay )

Com uma arma inusitada, um peito de frango, um homem, de 42 anos, foi preso, na tarde dessa quinta-feira, no Bairro Taquaril, em Belo Horizonte. O agressor era enteado da vítima, que tem 58 anos. A agressão aconteceu na hora do almoço.

Parecia um dia tranquilo para os militares do 22º BPM. Eles faziam a ronda rotineira pelo bairro, quando receberam um chamado da Central de Operações da PM (190), para atender uma briga de família.

Segundo a sargento, a vítima contou que durante o almoço seu enteado passou a xingá-la, chamando-a de “vagabunda”, “prostituta” e “piranha”. Depois, ele a pegou pelos cabelos e passou a agredi-la com um pedaço de peito de frango congelado, que estava próximo ao fogão e seria preparado para o almoço da família.

De acordo com a vítima, não havia motivos para a agressão. A mulher teve um ferimento na cabeça e precisou ser socorrida, sendo levada para a UPA Leste pelo Corpo do Bombeiros, que foi chamado ao local.

O agressor foi preso e levado para a Delegacia de Proteção à Mulher e, ao ser ouvido em cartório, disse que não se lembrava do que havia ocorrido, alegando que tinha ingerido bebida alcoólica durante quase toda a manhã. “Lembro que estava com um peito de frango na mão”, disse à escrivã.

O marido da vítima e pai do agressor confirma a versão de sua mulher, relatando que as agressões só terminaram após ele ter chamado a polícia.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade