Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Para chamar atenção para impactos da pandemia nos eventos, segmento vai iluminar pontos culturais de BH

Sem qualquer previsão de retomada, mercado que envolve feiras, congressos, eventos sociais, corporativos e culturais está sendo fortemente abalado pela pandemia


postado em 03/07/2020 10:19 / atualizado em 03/07/2020 12:04

Mineirão será iluminado de vermelho nesta sexta-feira(foto: Divulgação/ Minas Arena)
Mineirão será iluminado de vermelho nesta sexta-feira (foto: Divulgação/ Minas Arena)
Para chamar a atenção dos belo-horizontinos para os impactos que o setor de eventos vem sofrendo com a pandemia do novo coronavírus, o Grupo Movimenta-se vai iluminar pontos culturais de Belo Horizonte, na noite desta sexta-feira (3).

Por ter sido o primeiro mercado a congelar suas atividades, ainda sem previsão de retomada, o mercado que envolve feiras, congressos, eventos sociais, corporativos e culturais tem sido um dos mais afetados pela pandemia.

Aderindo à campanha mundial "Night of Light", a ação idealizada pelo grupo Movimenta-se — formado por promotores e organizadores de feiras e congressos, empresas e produtores de eventos, fornecedores do setor, gestores de centros de convenções, teatros, espaços de festas, estádios e museus e entidades do setor — vai iluminar, com a tonalidade vermelha, espaços festivos e culturais entre às 19h e 22h.

A cor escolhida faz analogia a ausência de eventos que, segundo os organizadores tem deixado todo o setor “no vermelho."

“O intuito é simbolizar também a paixão e, o amor dos profissionais por esse setor, que movimenta a emoção do ser humano e se torna vital como recurso social. Através dessa ação, a gente quer levar alegria, cultura e sensibilizar a quem estiver por perto”, afirma Juliana Freitas, proprietária de um cerimonial de eventos e uma das organizadoras da ação.

O objetivo do ato é conduzir a atenção do setor público para as dificuldades enfrentadas pelos profissionais do ramo, além de promover um diálogo que consiga integralizar políticas de enfrentamento à crise e de retomada segura para o setor. 

Karla Delfim, diretora executiva de uma empresa de eventos da capital, conta que tem sido difícil para ela, e para colegas do ramo, conseguirem manter um negócio com pagamento de aluguel, funcionários e impostos, com as atividades do segmento interrompidas há mais de 100 dias. Ela disse que muitas empresas fecharam as portas, e que, para evitar que esse problema seja generalizado, a ideia é que haja uma retomada gradual do setor. “Que a gente possa começar a caminhar, que a gente dê o primeiro passo, que a gente possa fazer uma pequena reunião com 50 pessoas, depois uma palestra com 100 pessoas, um workshop para 200, depois pequenos casamentos ao ar livre para 120 convidados, um treinamento presencial para os nossos funcionários, mas, com distanciamento, com todos os protocolos de segurança, é isso que a gente está pedindo.” 

Night of Light 

A ação, que já passou por países como a Alemanha, chegou ao Brasil, primeiro no estado de São Paulo. Na capital mineira serão iluminados por profissionais técnicos do ramo, promovendo a 'Night of Light BH', locais como o Mineirão, Das Haus Eventos, Buffet Catharina, Museu Inimá de Paula, Ouro Minas Palace Hotel, Teatro Minas Tênis Clube, Agência Panda Inteligência em Eventos, sede da GWL, sede da MG MKT, sede da BHCVB, Casa Bernardi, CDL e Miriam Maia Casa de Festas.

Outras cidades da RMBH também são adeptas ao movimento e espaços, como o aeroporto de Confins, Actuall Hotel e Centro de Convenções em Contagem, e a rede Caravaggio contarão com a iluminação especial.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade