Publicidade

Estado de Minas HOSPITAIS PRIVADOS

Em duas semanas, mortes por COVID-19 crescem em 200% em hospitais da Unimed-BH

Entre os dias 16 e 30 de junho, salto nos óbitos confirmados foi de 22: de 11 para 33, um reflexo da escalada da doença na capital mineira


postado em 02/07/2020 22:23 / atualizado em 02/07/2020 22:25

Unidade da Unimed no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul de Belo Horizonte(foto: Divulgação/Unimed)
Unidade da Unimed no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Divulgação/Unimed)

 

Uma das principais marcas da saúde privada em Belo Horizonte, a Unimed registrou um aumento de 200% nos óbitos confirmados por COVID-19 num espaço de 15 dias. Entre os dias 16 e 30 de junho, as mortes pela doença saltaram de 11 para 33 nos hospitais geridos pela marca na capital mineira.

 

A rede própria da Unimed já confirmou 2.363 casos de infecção pelo novo coronavírus em BH. Desses pacientes, 380 ficaram internados.

 

No levantamento mais recente, divulgado nessa quarta-feira (1º), o número de internações por COVID-19 ou suspeita da doença era de 105: 22 em leitos de terapia intensiva, aqueles em estado grave; e 83 em unidades clínicas, os quadros clínicos mais controlados.

 

Em nota, a Unimed informou que “é importante considerar na análise o número de óbitos em relação à quantidade de casos confirmados no período avaliado”.

 

Dessa maneira, a taxa de letalidade na rede da cooperativa variou de 1,2% em 15 de junho para 1,3% no fim do mesmo mês.

 

 

“Ou seja, o índice permanece estável, uma vez que não há variação significativa de um período para o outro”, esclareceu a Unimed.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade