Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: cartórios registram 61% mais mortes que o governo de Minas

Em Belo Horizonte, a distinção é de apenas 4% entre os balanços da Secretaria de Estado de Saúde e da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais


postado em 08/06/2020 21:24 / atualizado em 08/06/2020 21:48

Mortes suspeitas e confirmadas por COVID-19 em Minas são 612, conforme cartórios (foto: Adão Souza/PBH)
Mortes suspeitas e confirmadas por COVID-19 em Minas são 612, conforme cartórios (foto: Adão Souza/PBH)

 

Enquanto o governo do estado nega que haja subnotificação além de 10% nos números da pandemia do novo coronavírus em Minas Gerais, os cartórios registram 61% mais óbitos que a Secretaria de Estado de Saúde (SES).

 

De acordo com levantamento da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), Minas Gerais soma 612 óbitos com suspeita ou confirmação de COVID-19.

 

No balanço do governo estadual, o dado é de 380 mortes confirmadas. A SES não detalha mais o número de casos e óbitos em análise pelas autoridades de saúde.

 

O recorde de mortes computado pela plataforma dos cartórios foi na quarta-feira (3): 25. Naquela data, a SES atestou 17 óbitos. A Arpen Brasil também registra mortes de duas crianças, que não estão incluídas no boletim estadual.

 

Há diferença também entre os balanços dos cartórios e da Prefeitura de Belo Horizonte. Porém, a divergência é de apenas 4%: 96 óbitos suspeitos e confirmados para o Executivo municipal contra 100 para a Arpen Brasil.

 

Contudo, vale pontuar que a prefeitura, diferentemente do estado, informa o número de mortes sob suspeita.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade