Publicidade

Estado de Minas TRÁFICO DE DROGAS

Polícia prende suspeito de liderar tráfico de drogas no Aglomerado da Serra, em BH

Esquema criminoso movimentou R$ 10 milhões entre 2015 e 2020. Homem foi preso na casa onde morava, avaliada em R$ 1 milhão


postado em 04/06/2020 21:27 / atualizado em 04/06/2020 22:51

Na casa do homem foram apreendidos veículos de luxo, joias e equipamentos eletrônicos caros(foto: Polícia Civil/Reprodução)
Na casa do homem foram apreendidos veículos de luxo, joias e equipamentos eletrônicos caros (foto: Polícia Civil/Reprodução)
A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, nessa quarta-feira (3), o suspeito de liderar uma organização criminosa que comandava o tráfico de drogas na Vila Santana do Cafezal. A comunidade é localizada no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O homem já havia sido preso por tráfico em 2012.
 
O esquema criminoso envolvia lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. De acordo com a polícia, a atividade ilegal movimentou cerca de R$10 milhões apenas entre 2015 e 2020.

O homem foi preso na casa onde morava em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a polícia, a residência é avaliada em R$ 1 milhão. No local, foram apreendidos veículos de luxo, joias e equipamentos eletrônicos caros.

O delegado Wagner Salles explicou que a prisão do líder foi de extrema importância para a  desarticulação do tráfico organizado na Região Centro-Sul da capital.  “É uma organização que atua de forma empresarial, estruturada e hierarquizada, no tráfico de drogas naquela comunidade. Com menos essa liderança, com certeza conseguiremos diminuir vários outros crimes violentos decorrentes dessas atividades ilícitas, como roubos e homicídios”, pontuou.

Outros integrantes do grupo foram presos anteriormente, e a Polícia Civil acredita que essa não será a última prisão envolvendo membros da organização. De acordo com o delegado Felipe Falles, a polícia já está investigando a ligação entre o preso e outros grupos criminosos, inclusive fora do país.



Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade