Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Governo de Minas restringe atividades na microrregião Noroeste

Aumento do número de casos faz região cair de nível e voltar à onde verde dentro do programa Minas Consciente, que permite apenas a abertura das atividades essenciais


postado em 04/06/2020 20:08 / atualizado em 04/06/2020 21:41

Com a nova classificação, cidades do Noroeste do estado que aderiram ao programa perdem a autorização para abrir lojas(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Com a nova classificação, cidades do Noroeste do estado que aderiram ao programa perdem a autorização para abrir lojas (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Em virtude do aumento repentino de casos por coronavírus e dos números de leitos reduzidos, o governo de Minas reclassificou a microrregião do Noroeste do estado à onda verde do plano Minas Consciente, criado para promover a retomada gradual da economia com base nos dados durante a pandemia. Depois de obter a classificação na cor branca – que permitia a abertura de lojas de móveis, floriculturas e artigos esportivos –, a região terá de fechar os estabelecimentos e manter abertos apenas os serviços essenciais, como supermercados e farmácias
 
A medida do governo é uma forma de a região voltar a adotar medidas de isolamento para coibir o avanço da doença. A cidade de Unaí, com 74 mil habitantes, é uma das que tem a situação mais preocupante, já que chegou ao número de 221 casos nesta quinta-feira. Outra com elevado número de contaminados é João Pinheiro, com 115.

Apenas 110 dos 853 municípios mineiros aderiram ao programa Minas Consciente. A maioria está dentro das ondas verde e branca e prevê a abertura gradual e imediata das atividades para evitar o caos econômico. A região Noroeste conta atualmente com 33 cidades, mas apenas cinco aderiram ao programa – Lagos Formosa, Lagoa Grande, Patos de Minas, Rio Paranaíba e São Gonçalo do Abaeté. A região Sudeste, com 34 municípios dentro do programa, foi a que mais aderiu à proposta do governo.

“O número de casos tem aumentado e Minas Gerais não pode ceder. Nós, até o momento, temos lutado com muita eficiência. Eu peço aos mineiros que façam o que for possível para continuar assim, porque a batalha será longa. Nós só vamos vencer essa guerra daqui alguns meses”, ressalta o governador Romeu Zema.

Apesar do aumento no número de casos, o chefe do Executivo estadual afirma que a situação no estado está dentro do controle: “Até o momento, Minas Gerais tem combatido o coronavírus de forma adequada. Somos o segundo estado do Brasil com a menor taxa de óbitos por 100 mil habitantes, atrás apenas do Mato Grosso do Sul. Isso é fruto de uma série de ações que temos feito. A grande maioria dos prefeitos tomou essa guerra como uma bandeira”, afirmou.

O Minas Consciente setoriza as atividades econômicas em quatro ondas de cores diferentes, orientando para que a economia volte a funcionar de forma progressiva. Segundo o governo, o plano tem como objetivo orientar as prefeituras. Ficará a critério de cada gestor do município aderir e seguir os protocolos de segurança. Os empresários que desejam reativar seus estabelecimentos devem consultar se a prefeitura local aderiu ao plano e seguir as orientações da Secretaria de Estado de Saúde

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade