Publicidade

Estado de Minas

Comércio na Região de Venda Nova tem pouco movimento pela manhã

Expectativa dos comerciantes é de que a chegada dos consumidores aumente ao longo do dia, com a abertura de mais lojas


postado em 26/05/2020 10:28 / atualizado em 26/05/2020 16:25

Por volta das 9h desta terça-feira, poucas lojas abertas e baixa circulação de pessoas(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Por volta das 9h desta terça-feira, poucas lojas abertas e baixa circulação de pessoas (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Região de Venda Nova registrou pouco movimento no comércio na manhã desta terça-feira (26). Após receberem o aval da prefeitura, que autorizou a retomada gradativa da atividade comercial, lojistas e consumidores estão se adaptando aos horários de funcionamento definidos pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). 

Por volta das 9h, era pouca a circulação de pessoas na Rua Padre Pedro Pinto, principal via comercial da região. A grande maioria delas, aderiram ao uso de máscaras. Por outro lado, o trânsito de veículos era intenso.

Por volta das 11h desta segunda-feira. Intenso movimento no primeiro dia da retomada da atividade comercial (foto: Carlos Roberto Rocha/Arquivo Pessoal)
Por volta das 11h desta segunda-feira. Intenso movimento no primeiro dia da retomada da atividade comercial (foto: Carlos Roberto Rocha/Arquivo Pessoal)
Funcionários da Fiscalização de Controle Urbanístico e Ambiental da Prefeitura orientavam à população. Segundo o diretor de fiscalização de Venda Nova, Carlos Roberto Rocha, nesta segunda-feira (25), primeiro dia da reabertura parcial do comércio, houve grande movimento no local, se comparado ao fim de semana, quando as ruas ficaram praticamente desertas.

A expectativa, segundo Carlos, é de que ao longo do dia mais consumidores apareçam, com a abertura de mais lojas, como às do shopping popular da região. “A presença da fiscalização é muito mais no sentido de orientar. É claro que se precisar de ser mais coercitivo a gente tá pronto para fazer isso também, mas no geral as pessoas estão usando máscara, as lojas estão fazendo o controle necessário, disponibilizando álcool em gel. Em geral está bom”, observa. 

*Estagiária sob coordenação da subeditora Jociane Morais 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade