Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Montes Claros contrata costureiras para produção de máscaras

Parceria deve levar à fabricação de 500 mil peças, que serão distribuídas à população da cidade do Norte de Minas


postado em 08/05/2020 16:42 / atualizado em 08/05/2020 17:04

Costureiras vão à prefeitura de Montes Claros, em atendimento a chamamento publico para confeccionar máscaras(foto: Fabio Marçal/Divulgação)
Costureiras vão à prefeitura de Montes Claros, em atendimento a chamamento publico para confeccionar máscaras (foto: Fabio Marçal/Divulgação)
O reforço da prevenção contra a transmissão do coronavírus e, ao mesmo tempo, uma ação que pode melhorar a renda de mais de uma centena de pessoas atingidas pela crise econômica gerada pela pandemia da CODIV-19. Esta é a combinação de uma iniciativa da Prefeitura de Montes Claros, no Norte de Minas, que contratou os serviços de costureiras para o acabamento de máscaras, que serão distribuídas gratuitamente à população de baixa renda.
 
Um  decreto municipal estabelece a obrigatoriedade do uso de máscaras em vias publicas e estabelecimentos comerciais e de serviços de Montes Claros, a fim prevenir contra a propagação do coronavírus. 

Por meio de um chamamento público, foram contratadas pela municipalidade 106 pessoas para a confecção de 500 mil máscaras. A grande  maioria delas é de costureiras, incluindo também microempreendedores individuais (MEis) e donos de microempresas. Os prestadores de serviço vão receber R$ 0,40 por cada peça. Nesta sexta-feira (8), os contratados receberam o material para a confecção das peças. 

A Prefeitura de Montes Claros obteve doação da Coteminas, maior conglomerado têxtil do país, de 900 mil kits para as máscaras. A companhia, que foi fundada na cidade, doou o tecido cortado, cabendo à prefeitura providenciar o acabamento e a distribuição aos moradores.

O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto (Cidadania), explicou por que decidiu contratar as costureiras para fazer o arremate. “Com essa crise da pandemia, muitas costureiras ficaram sem serviço. E a confecção das máscaras tornou-se uma renda para elas também”, afirmou o chefe do executivo.

A demanda foi por meio de chamamento público, um procedimento que possibilita a contratação de serviços de pessoas físicas sem exigências burocráticas

Nesta sexta-feira, foi feita entrega do material às costureiras e costureiros para a confecção das peças. Cada prestador de serviços recebeu kits para a produção de 1 mil máscaras. Souto disse que a expectativa é que, dentro de 10 dias, estejam prontos  200 mil itens, que serão entregues à população de baixa renda, visando à prevenção contra a transmissão do coronavirus. 
 
O chefe do Executivo informou que a prefeitura pretende alcançar a contratação de cerca de 150 pessoas para a confecção de 900 mil máscaras, usando os kits doados pela Coteminas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade