Publicidade

Estado de Minas TRIÂNGULO MINEIRO

Polícia investiga desaparecimento de motorista de aplicativo

De acordo com a família, Alexis Rudine viajava pelo Triângulo Mineiro quando o carro estragou. Ele chegou a pedir carona por rede social


postado em 30/04/2020 16:54 / atualizado em 30/04/2020 18:34

Se alguém souber onde está Alexis, deve entrar em contato pelos telefones: 0800-2828-197, 197 ou 181(foto: Polícia Civil/ Divulgação)
Se alguém souber onde está Alexis, deve entrar em contato pelos telefones: 0800-2828-197, 197 ou 181 (foto: Polícia Civil/ Divulgação)
"A família está completamente devastada." É o que desabafo de uma parente do motorista de aplicativo Alexis Rudine Barbosa Pinheiro, de 35 anos, que está desaparecido. A última vez que falou com a família foi no dia 19 de abril. Ele disse que estava próximo a Uberlândia, no Triângulo Mineiro

De acordo com a família, ele viajou em 24 de março para Mato Grosso do Sul, divisa com o Paraguai. Familiares afirmam não saber o motivo da viagem.

Ele se habilitou como motorista de aplicativo em setembro de 2018. "Estava fazendo viagens por fora do aplicativo como motorista. Segundo ele, viajava com um senhor e, às vezes, com o filho para vários locais, com duração de uma semana", segundo um familiar. O carro dele é um Prisma branco, placa PUX-2969.

De acordo com a família, ele tomou uma multa de trânsito no dia 25, em Dourados, no Mato Grosso do Sul.

No dia 31 do mesmo mês, a família soube que ele pediu carona em um grupo do Facebook. "Ele pedia carona de Dourados para Uberaba, Uberlândia ou Presidente Prudente. Desde então, não temos mais notícias", disse uma familiar.

"Na última ligação, ele disse que estava bem e que estava na Região do Triângulo Mineiro e que o carro tinha dado um problema, mas que já havia consertado e voltaria para BH no dia seguinte. Mas ele ainda não retornou e nem deu mais notícias. O número de celular que ele estava usando para se comunicar, quando ligamos só dá ocupado ou caixa postal. A família acredita que ele pode ter sido roubado e estava tentando voltar pra casa, mas não quis nos preocupar", acrescentou.

Sobre o pedido de carona, uma mulher mandou mensagem para ele oferecendo, mas ele não respondeu. A família diz que Alexis é um homem muito tranquilo e trabalhador. "Ele é muito reservado e sempre foi muito correto. Fez jiu-jitsu durante um tempo e até deu aulas para uma comunidade carente num projeto da Polícia Militar na Região do Barreiro. É uma pessoa honesta e muito ligada à família", contou uma das parentes.

Ele é casado e tem dois irmãos. "Estamos angustiados e aguardando qualquer informação", disse. Já foi feito o boletim de ocorrência. Informações às autoridades podem ser repassadas pelos telefones: 0800-2828-197, 197 ou 181.

"A Polícia Civil de Minas Gerais já gerou o alerta do desaparecimento, iniciou a divulgação da imagem e as investigações. As primeiras informações apontam que o ausente tenha se destinado a Mato Grosso do Sul. A Polícia Civil do estado também já esta a par e empenhada no caso", informou a corporação por meio de nota. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade