Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Cruz Vermelha entrega doações a comunidades afetadas pelo coronavírus

Com ajuda de voluntários, filial de Minas faz entrega de alimentos, materiais de limpeza e proteção a 20 instituições de BH e do interior


postado em 30/04/2020 16:07 / atualizado em 30/04/2020 18:26

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Com suas ações focadas no combate ao coronavírus e direcionadas à população vulnerável, a Cruz Vermelha Brasileira, filial Minas Gerais (CVB-MG), realiza nesta quinta-feira (30) e amanhã (1º) a segunda etapa da entrega de alimentos, materiais de limpeza e proteção a um 20 instituições que atuam junto a esse público em Belo Horizonte e no interior do Estado. A ação conta com o trabalho de 37 voluntários.

Na manhã desta quinta-feira, a instituição filantrópica distribuiu refeições e lâminas de barbear (já que fazer a barba é uma das recomendações para os profissionais de saúde manterem a assepsia enquanto usam máscara) para os atendente do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), profissionais do Hospital Semper e mais quatro instituições de Belo Horizonte.

À tarde, a CVB-MG visitou Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, levando alimentos, produtos de higiene pessoal e limpeza para duas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI). Cada uma vai receber 160 litros de água sanitária, 80 litros de álcool 70% e 350 pares de luvas.

Nessa sexta-feira, feriado, o trabalho continua em 10 instituições de Belo Horizonte, além dos municípios de Contagem, Mariana, Ouro Preto, Passa Tempo, Carmópolis de Minas, Piracema, Oliveira e Itaguara. Ao todo, serão doados 3.600 litros de água sanitária, 1.600 litros de álcool 70% e 7 mil pares de luvas de procedimento médico, atendendo também aos profissionais que atuam no cuidado a esse público.

Além dos idosos, as doações vão beneficiar a população em situação de rua, crianças e adolescentes, alcançando cerca de 800 pessoas. Uma das instituições cadastradas solicitou a doação de colchões, que a CVB-MG tinha no estoque básico que mantém para conseguir atender a tempo a demandas eventuais.

“Além das instituições cadastradas, nossas ações de entrega de doações são feitas de porta em porta, sem o intermédio de prefeituras municipais, para termos certeza de que vão chegar às mãos de quem precisa. Na primeira etapa, estávamos focados na população imunodeficiente, como quem está em tratamento quimioterápico, além de casas de idosos”, explica Bernardo Eliazar, diretor da CVB-MG. Esta etapa inicial ocorreu em 21 de abril, com a entrega de doações a 24 instituições que atendem a mais de 800 idosos em Belo Horizonte e região metropolitana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade