Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Prefeitura de Ribeirão das Neves anuncia volta do comércio nesta quarta

Decreto emitido pelo prefeito Junynho Martins vai liberar funcionamento de igrejas e lojas durante pandemia. Por decisão judicial, ônibus da cidade serão liberados para entrar em BH


postado em 21/04/2020 14:57 / atualizado em 21/04/2020 15:28

Cidade da Grande BH teve 1.557 casos notificados de coronavírus e dois confirmados(foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
Cidade da Grande BH teve 1.557 casos notificados de coronavírus e dois confirmados (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
Enquanto Belo Horizonte e outras cidades de Minas Gerais se mostram rígidas quanto ao isolamento social para evitar a expansão do novo coronavírus, a prefeitura de Ribeirão das Neves flexibilizará a quarentena da população. A partir desta quarta-feira, o município decretará a abertura gradual do comércio e das igrejas com a justificativa de que a economia precisa ganhar fôlego. O anúncio foi feito pelo prefeito Junynho Martins em live nas redes sociais.
 
De acordo com o chefe do Executivo, equipes da prefeitura vão percorrer as ruas de Ribeirão das Neves para obrigar a população a usar álcool em gel e máscaras em ambientes públicos ou dentro dos estabelecimentos. A expectativa é que salões de beleza, concessionárias, papelarias, lojas de roupas e calçados estejam entre as atividades que vão funcionar normalmente depois de um mês fechadas.  
 
“Continuamos no combate ao coronavírus, mas estamos emitindo novo decreto que fala sobre o funcionamento do comércio em Ribeirão das Neves. A partir de amanhã (quarta-feira), ele será reaberto de forma gradativa. Mas vou pedir para vocês tomarem os cuidados necessários. Terá uma equipe da prefeitura fiscalizando as normas padrões, como o uso da máscara, que é obrigatória em todo o estado, álcool em gel, evitar aglomerações. Juntos, podemos vencer o coronavírus e vencer essa crise no país”, afirmou o prefeito.

O novo decreto será divulgado nos canais da prefeitura pela internet. Junynho teme que Ribeirão das Neves fique prejudicada economicamente se o comércio ficar fechado por tanto tempo: “O Brasil não é como os Estados Unidos ou a Europa, que pode se dar ao luxo de manter os comércios fechados. Por isso, ele vai voltar no que estiver estipulado no decreto”.

A prefeitura também vai liberar o retorno das missas e dos cultos em igrejas evangélicas. Mas, os fiéis deverão assistir às cerimônias com máscaras. Além disso, as igrejas deveram disponibilizar álcool em gel na entrada.
 
De acordo com o último balanço divulgado pelas autoridades de saúde, Ribeirão das Neves teve dois casos confirmados de COVID-19 e 1.557 casos notificados. Outros 192 foram descartados pelo município. Há duas mortes sob investigação e três que foram descartadas nos últimos dias. 
  

Ônibus em BH 

 
A flexibilização da quarentena em Ribeirão das Neves não muda a situação da entrada dos ônibus que vêm da cidade da Grande BH rumo a Belo Horizonte. Por determinação da 3ª Vara da Fazenda Pública, a prefeitura da capital mineira não poderá barrar os coletivos intermunicipais de municípios que abriram mão do isolamento social. A decisão atendeu a um pedido do Ministério Público de Minas Gerais na semana passada. As empresas de transporte deverão medir a temperatura dos passageiros e disponibilizar máscaras cirúrgicas para todos.

Antes da decisão judicial, a Guarda Municipal havia impedido a entrada de ônibus de Caratinga, Nova Serrana e Capim Branco por causa de decreto emitido pelo prefeito Alexandre Kalil para impedir a proliferação da COVID-19 em BH. Em contato com o Estado de Minas, a PBH confirmou que está proibida judicialmente de vetar a entrada dos ônibus. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade