Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

Governo de Minas estuda implementar serviço de entrega de medicamentos para grupo de risco

Objetivo é evitar aglomerações na porta da Farmácia de Minas


postado em 06/04/2020 17:34 / atualizado em 06/04/2020 18:36

Na foto, fila se forma na porta da Farmácia de Minas. A aglomeração aumenta as chances de contaminação pelo coronavirus(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS- 23/03/2020)
Na foto, fila se forma na porta da Farmácia de Minas. A aglomeração aumenta as chances de contaminação pelo coronavirus (foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS- 23/03/2020)
Com o intuito de diminuir as filas para buscar medicamento na Farmácia de Minas, o secretário de saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, informou que estuda a possibilidade de implantar um sistema de entrega para pessoas de risco. A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira. 

Para que as pessoas não precisem retornar mensalmente à farmácia, de acordo com Amaral, já está sendo disponibilizado um volume maior de medicamento para atender o paciente por um período de três meses. "E estamos com estudo, em fase avançada, para operacionalizar a entrega de medicamento em casa para aqueles pacientes de maior risco, como idosos ou  outras pessoas com doenças mais sérias", acrescentou.

Ele voltou a frisar a importância de se evitar as filas. Na manhã de 23 de março, o Estado de Minas mostrou que ainda era grande a fila de pessoas do grupo de risco para retirar medicamentos controlados na Farmácia de Minas Regional Belo Horizonte, no Bairro Santo Agostinho. Cerca de 150 pessoas aguardavam a vez para receberem medicamentos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Apesar das recomendações de se manter a distância de pelo menos um metro e meio, as pessoas da fila, em sua maioria parentes de pacientes que passaram por cirurgia e idosos que não têm quem busque o remédio para eles, se aglomeravam na Avenida do Contorno até perto da rua André Cavalcanti.

"Primeiro de tudo,  é importante saber que a Farmácia de Minas já trabalha com o horário agendado. Orientamos chegar antes do horário para evitar filas. Mas, se tiver fila, é importante manter dois metros de distância da pessoa da frente e da pessoa de trás. E não ir sem agendar", completou Carlos Eduardo.  

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade