Publicidade

Estado de Minas

Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus em Minas

Paciente é de Divinópolis e esteve na Itália. Além de Minas, são 16 casos em São Paulo, três no Rio de Janeiro, dois na Bahia, um em Alagoas, um no Espírito Santo, e um no DF


postado em 08/03/2020 16:39 / atualizado em 11/03/2020 10:50

Pesquisadores da UFMG desenvolvem teste para diagnostico do coronavirus(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Pesquisadores da UFMG desenvolvem teste para diagnostico do coronavirus (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

O Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de infecção por coronavírus em Minas Gerais em atualização na tarde deste domingo. Com esse já são 25 casos da COVID-19 no Brasil. 

Por meio de nota enviada às 18h43 deste domingo, a Secretaria de Estado de Saúde informou que foi comunicada do caso pelo Laboratório Hermes Pardini na última sexta-feira, dia 6. 

“Trata-se de uma mulher, de 47 anos, com município de residência em Divinópolis, que esteve na Itália, retornando à capital mineira em 02/03. No momento, a paciente apresenta sintomas leves (coriza, mialgia e sensação de mal-estar) e encontra-se em isolamento domiciliar”, informou a Secretaria. 
Conforme a área técnica da secretaria, a coleta da amostra para exame foi feita na quinta-feira em Belo Horizonte, onde a paciente tem um imóvel. O material foi encaminhado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que homologou o resultado neste domingo. 

“A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais está preparada para receber este e novos casos de coronavírus e está tomando todas as medidas necessárias para prestar assistência à população e realizando vigilância epidemiológica da doença”, finaliza a Secretaria, que marcou uma coletiva de imprensa sobre a situação no estado para a tarde desta segunda-feira. 



O secretário Municipal de Saúde de Divinópolis, Amarildo Souza, também convocou uma coletiva para segunda-feira, quando vai apresentar detalhes das ações no município. Por meio de nota divulgada na noite deste domingo, a pasta municipal informou que a paciente apresentou os primeiros sintomas da COVID-19 no dia 5, fez os exames na capital e voltou para Divinópolis, onde se encontra em quarentena domiciliar. 

“Durante esse período, foi assistida por profissionais da Semusa, bem como todos que com ela tenham algum tipo de contato. Ela apresenta sintomas leves do COVID-19. Divinópolis foi um dos primeiros municípios a estabelecer o protocolo de atendimentos de casos suspeitos, ainda no mês de janeiro. Desde então, todos os casos suspeitos estão recebendo total atenção da Diretoria de Vigilância em Saúde”, diz a nota. 

A Secretaria também pede tranquilidade da população, uma vez que o caso vem sendo monitorado. O posicionamento também foi publicado no Facebook da prefeitura. Veja: 



De acordo com o balanço do Ministério, além de Minas são 16 casos em São Paulo, três no Rio de Janeiro, dois na Bahia, um em Alagoas, um no Espírito Santo e um no Distrito Federal.  Em relação ao boletim anterior, divulgado no sábado, são seis novos casos: três em São Paulo e os outros no Rio, Alagoas e Minas. Neste último, são 122 casos suspeitos e 17 descartados. 

Ao todo no país há 664 casos suspeitos e 632 já foram descartados. A maior parte dos suspeitos se encontra em São Paulo (176), em Minas Gerais, no Rio de Janeiro (110) e no Rio Grande do Sul (88). O Maranhão é o único estado que não teve nenhum registro de suspeita até agora, de acordo com o ministério.

Mapa mostra a situação dos estados brasileiros em relação à doença(foto: Ministério da Saúde/Divulgação)
Mapa mostra a situação dos estados brasileiros em relação à doença (foto: Ministério da Saúde/Divulgação)


O caso do Distrito Federal é um dos que mais chamam a atenção, pela gravidade. Uma mulher, de 52 anos, está em isolamento na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), em Brasília. Ela apresenta um quadro grave. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, neste domingo pela manhã ela tinha apresentado uma "discreta melhora do quadro respiratório".



O primeiro caso de coronavírus no país foi notificado na quarta-feira da semana passada, 4, logo após o carnaval. O paciente tinha viajado para a Itália, assim como boa parte dos outros infectados, que também viajaram para Estados Unidos e Irã. O país já tem transmissão local, depois que alguns desses pacientes passaram a contaminar pessoas no Brasil que não tinham viajado. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade