Publicidade

Estado de Minas

Belorizontina é retirada de prateleiras, mas supermercados fazem promoções de outros rótulos da Backer

Estabelecimentos no Bairro Buritis preferiram recolher as cervejas da marca Belorizontina


postado em 10/01/2020 12:13 / atualizado em 10/01/2020 15:33

(foto: Aissa Mac/ ESP/EM/D.A. Press )
(foto: Aissa Mac/ ESP/EM/D.A. Press )
Um dia após a divulgação de um laudo da Polícia Civil que apontou a presença de uma substância tóxica em dois lotes da cerveja Belorizontina, fabricada pela cervejaria Backer, supermercados da capital retiraram das prateleiras todas as garrafas da bebida, inclusive as de lotes diferentes dos apontados pela perícia.

A reportagem esteve em uma rede de supermercados que fica no Bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte, onde os casos da doença começaram a surgir, e conversou com consumidores.

Um deles, que preferiu não se identificar, conferia as ofertas na gôndola de cervejas e não demonstrou tanta preocupação ao comprar a bebida de outra marca. "O problema foi com a Belorizontina e com um lote específico. Então, acho que não tem problema comprar, mas nunca se sabe", afirmou.



Logo na entrada do supermercado um stand com diferentes rótulos da cervejaria Baker  e com anúncios de promoção — tentava chamar a atenção de quem passava pelos corredores do local. Entretanto, durante o período em que a reportagem esteve no local, não houve vendas.

(foto: Aissa Mac/ ESP/EM/D.A. Press )
(foto: Aissa Mac/ ESP/EM/D.A. Press )


* Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


Publicidade