Publicidade

Estado de Minas

Procura-se Papai Noel: inflável instalado em letreiro em Nova Lima foi roubado

Roubo ou sequestro? Proprietária está oferecendo recompensa de R$ 2 mil para quem souber o paradeiro da decoração de oito metros e 200 kg


postado em 11/12/2019 11:22 / atualizado em 11/12/2019 14:44

Papai Noel inflável tem oito metros e pesa 200 kg(foto: WhatsApp/Reprodução)
Papai Noel inflável tem oito metros e pesa 200 kg (foto: WhatsApp/Reprodução)
Espírito natalino que nada! Em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, ladrões não perdoaram nem mesmo o Papai Noel. O inflavél de oito metros, que pertence a marca de roupas Ypslon e estava instalado próximo a um letreiro da loja, foi levado na madrugada de terça-feira.

A proprietária da empresa, Joyce Rocha, de 38 anos, ficou surpresa e indignada com a ousadia dos criminosos que levaram o símbolo natalino de 200 kg. “Eu coloquei nas redes sociais para saber o porquê. O local não é de fácil acesso, eles tiveram tempo de bolar um plano, foi uma pessoa muito esperta. Eu quero saber como retiraram. Não tem cabimento! Demoraram dois dias para instalar o boneco. É um Papai Noel muito grande.” explica.

Decoração natalina estava instalada no letreiro da loja de roupas em Nova Lima, Região Metropolitana(foto: WhatsApp/Reprodução)
Decoração natalina estava instalada no letreiro da loja de roupas em Nova Lima, Região Metropolitana (foto: WhatsApp/Reprodução)
De acordo com a empresária, a decoração, que custou R$ 5 mil, enfeitava o letreiro desde o ínicio de novembro. Uma testemunha que mora em um trailer próximo ao local disse que ouviu barulhos durante a madrugada. 
 
Para conseguir recuperar o Papai Noel, a proprietária está oferecendo R$ 2 mil de recompensa a quem tiver qualquer pista do paradeiro do inflável. "A pessoa que pegar esse Papai Noel não vai poder instalá-lo porque ele é muito grande e onde for instalado todo mundo vai saber que é nosso”.

Joyce conta que soube do sumiço do bom velhinho recentemente e diz que ainda não conseguiu fazer um boletim de ocorrência. Ela pretende procurar a polícia ainda nesta quarta-feira e e conta que não é a primeira vez que passa por esse tipo de situação. “Nesse mesmo letreiro às vezes roubam luzes e fios, até nas lojas eles roubam os fios de cobre do ar-condicionado. Eu já precisei ficar na delegacia até de madrugada por causa desses roubos, fiz o boletim e, no outro dia, roubaram os cabos de novo”, lamenta. Ainda chateada com o fato, a empresária concluiu: “A gente quer deixar a cidade bonita para o Natal e, de repente, somos roubados”. 
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


Publicidade