Publicidade

Estado de Minas

Projeto treina sociedade para monitorar rios e vence prêmio de sustentabilidade

Programa vencedor é uma ação de extensão do centro Universitário Newton Paiva, o "Observando os Rios". A reportagem do Estado de Minas acompanhou atividades no Córrego Cercadinho


postado em 29/11/2019 08:41 / atualizado em 29/11/2019 08:55

Equipe do projeto Observando Rios do Centro Universitário Newton Paiva e as amostras dos córregos poluídos(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Equipe do projeto Observando Rios do Centro Universitário Newton Paiva e as amostras dos córregos poluídos (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Iniciativas que trazem sustentabilidade e cosnciência para o meio urbano foram reconhecidas na 7ª Conferência Metropolitana da Região metropolitana de Belo Horizonte, “Metrópole inteligente, cidades inovadoras”, do Governo de Minas Gerais. Dez projetos foram indicados para receber o "Prêmio Cidadania Metropolitana", da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Participaram entidades públicas e privadas, órgãos públicos, universidades, movimentos sociais, dentre outras organizações que contribuam para a consolidação de um pacto metropolitano na Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH.

O programa vencedor é uma ação de extensão do centro Universitário Newton Paiva, o "Observando os Rios", uma parceria com a ONG SOS Mata Atlântica. A reportagem do estado de Minas chegou a acompanhar parte das atividades desenvolvidas no Córrego Cercadinho, que teve amostras de qualidade de água coletadas e avaliadas em sua passagem na região oeste de BH.

Equipe é premiada pela Agência Metropolitana como iniciativa de maior destaque(foto: Divulgação)
Equipe é premiada pela Agência Metropolitana como iniciativa de maior destaque (foto: Divulgação)
O coordenador do projeto, professor de química do Newton Paiva, Luciano Faria, conta que o "Observando os Rios" é uma proposta de avaliação da qualidade de rios brasileiros que possam ser avaliados pela população em geral ao receber treinamento e o envio constante de um kit de reagentes disponibilizados pela SOS Mata Atlântica. "Aqui na Newton essa ação virou a oportunidade para alunos das engenharias ambiental e química (principalmente) de colocar seus conhecimentos em prática e ajudar na divulgação dos dados bem como da proteção de rios que às vezes passam despercebidos em nosso dia a dia, como os córregos Cercadinho e Ponte Queimada que cruzam o bairro Buritis e redondezas".

As análises foram confirmadas em laboratórios com outros métodos e equipamentos. "A qualidade destes cursos d'água não é boa, mas ações simples que possam ser feitas por cidadãos ou pelo poder público podem salvar estes córregos que no início do século passado tiveram o importante papel de abastecer com água limpa o centro da recém fundada capital de Minas Gerais", destaca Faria.

Na oportunidade será entregue pelo Governador Romeu Zema o Prêmio “Selo de Integração Metropoliatana” aos Municípios da RMBH que desempenharam ações inovadoras nas temáticas metropolitanas, e, pela Diretora-Geral da ARMBH, Mila Costa, o Prêmio “Cidadania Metropolitana” às entidades sociais escolhidas por voto direto na internet que desenvolverem ações de conscientização e estímulo à integração metropolitana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade