Publicidade

Estado de Minas

Belo Horizonte registra a primeira morte do período chuvoso 2019/2020

Aurélio Pereira de Jesus, de 33 anos, foi arrastado pela enxurrada que se formou durante a chuva no Bairro Santa Mônica, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte


postado em 20/11/2019 18:37 / atualizado em 20/11/2019 18:47

Homem foi arrastado pela enxurrada na última segunda-feira em BH(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Homem foi arrastado pela enxurrada na última segunda-feira em BH (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

A primeira morte do período chuvoso 2019/2020 em Belo Horizonte foi confirmada nesta quarta-feira pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). A vítima é Aurélio Pereira de Jesus, de 33 anos, foi arrastado pela enxurrada que se formou durante a chuva no Bairro Santa Mônica, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Desde outubro, outras três pessoas morreram em Minas Gerais durante temporais.

A morte de Aurélio aconteceu nessa segunda-feira. Ele foi arrastado por uma enxurrada que se formou durante a chuva. Uma testemunha contou aos militares que havia conversado com a vítima. Em seguida, entrou em casa e, quando saiu, viu o homem no córrego sendo levado pela correnteza. Na segunda-feira, quatro viaturas e 13 militares trabalharam no local. Por volta das 19h, os bombeiros interromperam as buscas.

A ação foi retomada por volta das 6h30 de terça-feira. Aproximadamente 10 militares se dividiram em três equipes que trabalharam em pontos estratégicos. Um drone também foi utilizado para auxiliar nas buscas. Os bombeiros entraram no setor de galerias da Avenida Desembargador Felippe Immesi e Avenida Doutor Álvaro Camargos, onde a BHTrans precisou controlar o trânsito.

O corpo de Aurélio foi encontrado agarrado em arbustos no Córrego Isidoro, próximo ao Bairro Juliana.

Outras mortes


Desde outubro, quatro pessoas morreram em Minas Gerais durante a chuva. A primeira vítima foi  João Paulo Gonçalves dos Santos, de 29 anos, atingido por uma descarga atmosférica em Januária, na Região Norte de Minas. Ele estava junto com a mulher sentados em um banco, quando foram atingidos pelo raio.

Em 24 de outubro, em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, Hilda Leandro de Jesus Silva, de 46 anos, foi atingida por um tronco de um eucalipto às margens do Rio Sapucaí durante um temporal de granizo. No dia seguinte,  Roberto Rodrigues do Vale, de 50 anos, resgatou o filho que caiu em um buraco que foi aberto dentro de uma casa em Viçosa, na Região da Zona da Mata. Porém, ele não conseguiu sair e foi arrastado pela correnteza.


Publicidade