Publicidade

Estado de Minas

Escola de Design da Uemg fica sem aula por causa de sequência de furtos

Diretório acadêmico da universidade denuncia insegurança no prédio. Sem catracas, faculdade registrou sete boletins de ocorrência em duas semanas


postado em 08/11/2019 16:22 / atualizado em 08/11/2019 17:33

(foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)

Estudantes da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) estão sem aula há três dias por causa de uma série de furtos que o prédio tem sofrido. De acordo com o Diretório Acadêmico (D.A.) da universidade, desde 2017 foram 23 boletins de ocorrência registrados, sendo sete deles nas últimas duas semanas.

Segundo os estudantes, os furtos mais comuns ocorriam durante a madrugada. Entretanto, na última terça-feira, o ladrões entraram na universidade em horário de aula, por volta das 20h30. Neste dia, os alunos tiveram que ser retirados do prédio. Com o pânico entre estudantes e funcionários, a direção decidiu paralisar as aulas.

“Estamos em insegurança. Tem alunos com pânico de ir a aula. Muitos da noite não querem voltar sem garantia de segurança”, contou Rafaela Pontello, presidente do D.A. Segundo a estudante, apesar de roubarem computadores e equipamentos em geral, o alvo dos criminosos são cabos de energia.

(foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)
A Escola de Design, que fica na Avenida Antônio Carlos, no Bairro São Luiz, Região da Pampulha, tem em torno de mil alunos. Segundo Rafaela, o corpo docente não tem suspeitos. “Não tem catraca para entrar, pode ser qualquer pessoa”, disse. “O pouco que a faculdade tem eles roubam”, completou.

Na última sexta-feira, a Uemg divulgou uma nota à comunidade acadêmica. No texto, a universidade disse que contratou mais um profissional para o período da noite. Também providenciou contratação de equipamentos que possam ajudar na segurança do prédio. Segundo o comunicado, a paralisação deve durar até a próxima segunda-feira. Confira a nota na íntegra:

“A Universidade do Estado de Minas Gerais informa que desde a primeira ação criminosa registrada no último dia 27 de outubro, no prédio da Escola de Design, deu início a um procedimento para a contratação de mais um profissional para atuar naquela unidade no período da noite. Além disso, providenciou a contratação de empresa para a instalação de sistema de alarme, cerca elétrica do tipo concertina e câmeras de vídeo para monitoramento.

(foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)
A Reitoria da UEMG informa ainda que entrou em contato com os órgãos de segurança pública estadual (Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Estado de Segurança Pública e Justiça) para solicitar uma apuração ágil das investigações dos casos, bem como pedir um reforço na vigilância ostensiva do entorno do prédio da Escola de Design.

Diante da sequência de ataques registrada na última semana, onde a mesma unidade foi alvo de 6 arrombamentos em um período de dez dias, a direção da unidade, em assembleia com a comunidade acadêmica, decidiu suspender as aulas e as atividades administrativas até a próxima segunda-feira (11/11), fato que a Reitoria da Universidade corroborou.

Para garantir a segurança patrimonial, a Polícia Militar reforçará a segurança naquela região.

Sobre os objetos furtados, a gestão da UEMG informa que dos 10 computadores, 2 foram recuperados.  Além disso, parte dos cabos de cobre e ferramentas que haviam sido levados também foram encontrados pela polícia”.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


Publicidade