Publicidade

Estado de Minas

Acidente com três ônibus do Move deixa dezenas de feridos em BH

Corpo de Bombeiros informou que vítimas sofreram ferimentos leves e foram levadas para diferentes hospitais da capital mineira


postado em 21/10/2019 18:45 / atualizado em 22/10/2019 12:18

(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

 

A batida entre três ônibus do sistema Move deixou, a princípio, 43 feridos na Avenida Antônio Carlos, em Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (21). Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na altura do número 4.013, no Bairro São Francisco (Região da Pampulha), no sentido Venda Nova. 

 

O fato aconteceu bem em frente ao 3º Batalhão de Bombeiros Militar e envolveu dois ônibus que transitam somente pela capital mineira e outro do sistema metropolitano. 

 

De acordo com o tenente Lobato, do Batalhão de Trânsito da PM, um ônibus da linha 5550 (Estação Pampulha / Estação Ponto São José) trafegava pela faixa da esquerda, quando parou em uma das estações da busway da Antônio Carlos. O veículo que vinha logo atrás, da linha 5107 (Estação Pampulha / Savassi), não conseguiu frear e colidiu contra a traseira do outro veículo. 

 

Na batida, o 5107 também bateu na lateral de um veículo que fazia a linha 411C (Terminal São Benedito / Belo Horizonte – Via Avenida Antônio Carlos), do Move Metropolitano, de acordo com o tenente. Os condutores dos ônibus 411C e 5107 foram levados para unidades médicas, enquanto o outro, da linha 5550, recusou atendimento.  

 

De acordo com a corporação, as vítimas levadas para vários hospitais de Belo Horizonte, entre eles João XXIII, Odilon Behrens, Risoleta Tolentino Neves e as Unidades de Pronto-Atendimento (UPA's) Leste, Oeste e Norte.

 

Procurado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência informou o paradeiro de oito vítimas. Quatro delas foram para o Hospital Risoleta Tolentino Neves (duas mulheres de 26 e 57 anos, um homem de 26 e outra mulher sem idade definida), duas para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (dois homens de 53 e 33) e duas mulheres para o Hospital Odilon Behrens (39 e 20). 

 

O trânsito ficou lento no local. Segundo o aplicativo Waze e a BHTrans, o engarrafamento no sentido Venda Nova foi desde o Hospital Belo Horizonte até a altura do São Francisco.  

 

Os outros coletivos do Move que passam pela Antônio Carlos foram desviados para a pista mista, a usada por carros, motos, caminhões e ônibus fora do sistema BRT. 

 

O fluxo só melhorou por volta das 20h. Duas horas depois, o tenente Lobato disse que a perícia da Polícia Civil finalizava os últimos trabalhos no local para que reboques particulares das empresas retirassem os veículos. 

 

Os três motoristas envolvidos foram ouvidos no local, mas liberados pois não havia qualquer elemento para prisão em flagrante. Eles passaram pelo teste do bafômetro, que não constatou ingestão de álcool.  

 

Além dos bombeiros e da PM, a Guarda Municipal, o Samu e agentes da BHTrans se moveram para o local. Oito viaturas do Corpo de Bombeiros se deslocaram. 

 

Empresas procuradas 

 

Procurado, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) informou que não vai se posicionar nesta segunda pois o fato aconteceu fora do horário comercial, o que dificultaria a apuração das informações com as empresas. 

 

Por meio de nota enviada na terça, o Setra-BH informou que os veículos do Move "cumprem rigorosamente os cronogramas de fiscalização elaborados e executados pela Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e que promove periodicamente treinamentos de reciclagem e capacitação para os operadores". As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil. 

 


Publicidade