Publicidade

Estado de Minas

Relembre outros acidentes aéreos em Belo Horizonte

Entre 2012 e 2015, quatro aviões caíram em diferentes regiões da capital mineira


postado em 21/10/2019 09:20 / atualizado em 21/10/2019 16:21

 
 
Uma aeronave caiu sobre três carros na Rua Minerva entre as ruas Nadir e Rosinha Sigaud, no Bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte, deixando ao menos três mortos e três feridos, segundo o Corpo de Bombeiros. O acidente, que ocorreu na manhã desta segunda-feira, engrossa a lista de tragédias do tipo que tem se tornado frequente em Belo Horizonte nos últimos anos. Veja os principais casos entre 2012 e 2015. 



Bairro Minaslândia   

 

Avião caiu em cima de uma casa e deixou três mortos no Bairro Minaslândia, em BH(foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press 7/06/2015 )
Avião caiu em cima de uma casa e deixou três mortos no Bairro Minaslândia, em BH (foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press 7/06/2015 )

Em junho de 2015, um avião de pequeno porte caiu em cima de uma casa no Bairro Minaslândia, Região Norte de Belo Horizonte. Era uma tarde de domingo. O acidente ocorreu na Rua São Sebastião, próximo à estação de metrô Primeiro de Maio. O piloto, copiloto e um tripulante, que também era piloto, morreram na queda.

O avião era um bimotor King Air C90GTI e decolou do Aeroporto da Pampulha com destino à Fazenda Sequoia, em Setubinha, no Vale do Mucuri, quando a aeronave perdeu a sustentação e caiu. Com a queda do avião, segundo o Corpo de Bombeiros, houve incêndio na casa. 


Bairro Jardim Montanhês


Avião atingiu o telhado da casa no Bairro Jardim Montanhês e deixou dois feridos (foto: Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Avião atingiu o telhado da casa no Bairro Jardim Montanhês e deixou dois feridos (foto: Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros/Divulgação)


Em novembro de 2014, um avião caiu e deixou duas pessoas feridas no Bairro Jardim Montanhês, na Região Noroeste de Belo Horizonte. A aeronave atingiu o telhado da residência, próximo à Avenida Pedro II.

Os militares informaram que o piloto do monomotor prefixo PU-ILS, Carlos Almeida Cunha Filgueras, de 64 anos, e o passageiro, Guilherme Campos Vieira, de 48, sofreram ferimentos leves e foram socorridos por vizinhos do local do acidente. Houve princípio de incêndio na aeronave, porém as chamas foram controladas pelo bombeiros.



Anel Rodoviário 

(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)


No dia 30 de dezembro de 2014, um avião de pequeno porte caiu na marginal do Anel Rodoviário, em Belo Horizonte. A aeronave perdeu altitude quando iria tentar pousar no aeroporto Carlos Prates, na Região Noroeste da capital e bateu no muro de uma empresa. O piloto Vinícius Tavares Fagundes Ferreira, de 23 anos foi socorrido com trauma de tórax e escoriações no rosto. Segundo o Corpo de Bombeiros, o Cesna 210, prefixo PT-JCC, saiu do Rio de Janeiro e iria pousar no aeroporto da Pampulha, mas precisou desviar a rota.



Aeroporto Carlos Prates

Monomotor teve problemas mecânicos e caiu no barranco que fica no final da pista do Aeroporto Carlos Prates (foto: Beto Novaes / E.M / D.A Press)
Monomotor teve problemas mecânicos e caiu no barranco que fica no final da pista do Aeroporto Carlos Prates (foto: Beto Novaes / E.M / D.A Press)


Em maio de 2012, um avião de pequeno porte caiu em um barranco próximo à cabeceira da pista do Aeroporto Carlos Prates, Região Noroeste de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave apresentou problemas mecânicos logo após o pouso e o piloto não conseguiu parar o equipamento a tempo. Em princípio, os bombeiros disseram que o o acidente tinha acontecido antes da decolagem.

Segundo ainda os militares, apenas o piloto estava a bordo da aeronave no momento da colisão. Depois da batida, ele deixou do avião caminhando e não precisou ser socorrido.

O avião modelo Cesna, prefixo P289A e com capacidade para transportar três pessoas, teve alguns alguns danos na fuselagem. O piloto foi identificado como Warley Gonçalves da Silva. 


Publicidade