Publicidade

Estado de Minas

Aglomerado da Serra recebe atividades culturais em fim de semana das crianças

Além de barraquinhas de comida e artesanato da comunidade, o Serviço Social do Comércio (Sesc) de Minas Gerais estará presente na praça com o Espaço de Lazer


postado em 13/10/2019 10:48 / atualizado em 13/10/2019 10:55

Conforme os organizadores, estão previstas diversas ações sociais e culturais(foto: Leandro Couri/EM/D.A press)
Conforme os organizadores, estão previstas diversas ações sociais e culturais (foto: Leandro Couri/EM/D.A press)
No fim de semana dedicado às crianças – e a todas as famílias –, o Aglomerado da Serra (34,3 mil pessoas), na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, recebe uma série de atividades do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por meio da Coordenadoria da Infância e da Juventude (Coinj). A Praça do Cardoso será palco da primeira edição do programa TJ com a Comunidade, das 8h às 13h.
 
Conforme os organizadores, estão previstas diversas ações sociais e culturais, que têm, entre os objetivos, “aproximar a instituição da comunidade, contribuir para redução de desigualdade social, oferecer maior acessibilidade social e ampliar o exercício da cidadania”.
 
Um dos pontos altos começou às 10h05, com a apresentação da Orquestra Jovem do Tribunal mineiro, projeto de responsabilidade social desenvolvido pela Coinj, com o Coral da Escola Municipal Professor Edson Pisani, que fica no aglomerado onde vivem cerca de 34,3 mil pessoas.
 
No foco do evento, estão as crianças e adolescentes, mas serão oferecidos também vários serviços para o público adulto – barbearia, atendimento socioassistencial e emissão de segunda via de certidão de casamento, certidão de nascimento e carteira de identidade.
 
Além de barraquinhas de comida e artesanato da comunidade, o Serviço Social do Comércio (Sesc) de Minas Gerais estará presente na praça com o Espaço de Lazer, oferecendo cama elástica, balões infláveis, espaço kids, jogos de mesa, oficina criativa, pintura facial e intervenções recreativas.
 
O presidente do TJMG, Nelson Messias de Morais, diz que a ação deste domingo (13) é o piloto de um programa que será estendido para outras regiões da capital. "Nossa equipe vai se reunir, a partir de agora, para definir as próximas etapas ". O presidente disse que a Justiça faz parte de um marco civilizatório e, neste momento, "trazemos, com ações sociais e culturais, a esperança para a paz social ".
 
(foto: Leandro Couri/EM/D.A press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A press)
 
 
ORQUESTRA Para os moradores, um momento de pura emoção. Além da Orquestra Jovem do TJMG e do Coral da E.M. Edson Pisani, estão previstas as apresentações do grupo de dança da escola integrada e dos grupos Vizinha da Cantiga, Identidade, Lá da Favelinha, Culu/Cia. dos Anjos e da dupla Kleber e Gustavo.
Durante o evento, o Centro de Reconhecimento de Paternidade (CRP) do TJMG fará um mutirão de atendimento, com o objetivo de identificar crianças, adolescentes e adultos que não possuem o nome do pai ou da mãe em seu registro de nascimento, para que possam preencher essa lacuna.
 
A Orquestra Jovem do TJMG integra o projeto de formação musical do Judiciário mineiro. O projeto iniciou as atividades em 2011, composto por 19 crianças e adolescentes de instituições de acolhimento, com aulas na área de educação musical de flauta doce.
 
O surgimento da iniciativa contou com o apoio do Conservatório de Música da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte. Já em 2011, foi criada a primeira turma da orquestra. Eram oferecidas aulas de violino, viola clássica, violoncelo, contrabaixo acústico, com o apoio de diversos parceiros.
 
Na esteira do sucesso da orquestra, surgiu a primeira turma do Coral Infantojuvenil, em uma parceria com a Escola Municipal Ulysses Guimarães, a Escola Integrada PBH, a Escola Estadual Dona Augusta, as Paróquias Nossa Senhora Rainha e do Morro. Em 2015, as inscrições para participar da orquestra e no coral foram ampliadas para crianças e adolescentes da sociedade em geral, principalmente aqueles que residem em localidades com índices de vulnerabilidade social. No mesmo ano, foram iniciadas aulas de flauta transversal, percussão e saxofone.
 
Ao longo da história, o Coral Infantojuvenil e a Orquestra Jovem do TJMG já atenderam a mais de 790 meninos e meninas. O coral é composto, no momento, por 120 crianças e adolescentes; já a orquestra tem 160 alunos.
 
SERVIÇO
 
Primeira edição do programa TJ com a Comunidade
Data: 13 de outubro, das 8h às 13h
Local: Praça do Cardoso – Aglomerado da Serra – Belo Horizonte/MG
 


Publicidade