Publicidade

Estado de Minas

Com forte aparato de segurança, PM apresenta últimos foragidos de quadrilha no Norte de Minas

Dupla foi detida no Vale das Cancelas, no município de Grão Mogol. Outros nove integrantes do grupo criminoso haviam sido mortos em confrontos com a PM


postado em 01/10/2019 11:09 / atualizado em 01/10/2019 12:23

Ocean Pereira da Conceição e Edilson Sousa Oliveira acabaram se entregando depois de intenso cerco policial (foto: Polícia Militar/Divulgação)
Ocean Pereira da Conceição e Edilson Sousa Oliveira acabaram se entregando depois de intenso cerco policial (foto: Polícia Militar/Divulgação)
Sob um forte esquema de segurança, que envolveu diversos equipes da Polícia Militar e até a escolta de um helicóptero, chegaram nesta terça-feira a Montes Claros, no Norte de Minas, os dois foragidos da quadrilha de Salvador suspeita de planejar ataques a carros-fortes e caixas eletrônicos na região. Ocean Pereira da Conceição, de 24 anos, e Edilson Sousa de Oliveira, de 26, foram apresentados em entrevista coletiva na 11ª Região da Policia Militar. Contra Ocean, já havia um mandado de prisão em aberto na Justiça de Brasília (DF).

A dupla foi detida no distrito de Vale das Cancelas, no município de Grão Mogol.  Os outros nove componentes do grupo criminoso haviam sido mortos em três confrontos com as forças policiais na semana passada. 
 
Os dois últimos integrantes da quadrilha foram localizados e presos na noite desta segunda-feira, após seis dias intensas buscas numa região de relevo acidentado e de matas de eucalipto, que mobilizaram um grande efetivo da Policia Militar, com a participação do Batalhão de Policiamento Especial (Bope) de Belo Horizonte, um helicóptero e cães farejadores. 

De acordo com o  porta-voz da Polícia Militar de Minas Gerais, major Flávio Santiago, houve também o uso de alta tecnologia. A utilização de drones permitiu a localização e o monitoramento dos fugitivos no meio do mato. 
 
As prisões de Ocean e Edílson ocorreram por volta das 22h desta segunda-feira. Depois de serem descobertos no meio do mato, os dois correram e entraram em um hotel, no distrito de Vale das Cancelas,  as margens da BR 251(trecho Salinas/Francisco Sá). O hotel foi cercado pela policia. Após negociação com os policiais, os criminosos se integraram. Com eles, foi apreendido um fuzil A 47, de fabricação russa, com capacidade para 600 tiros por minuto e alcance de 300 metros. A arma foi apreendida. 
 
A “caçada” ao bando começou desde quarta-feira, quando seis bandidos foram mortos e outros comparsas deles fugiram em uma troca de tiros com as forças policiais em uma casa em um sítio na zona rural de Padre Carvalho, transformado em um “QG” da quadrilha. No local, foi apreendido forte armamento, farta munição e outros materiais, revelando o poder da quadrilha,  vinculada a uma perigosa facção de Salvador. 
 
Além de três fuzis 556, um fuzil 762, uma espingarda calibre 12 e tres pistolas 9 mm, houve apreensão de mais de 300 quilos de explosivos. Chama atenção a “inovação tecnológica” do bando -  vários explosivos estavam adptados com ímã, para sem usados de maneira mais rápida em detonação em carros fortes.
 


Publicidade