Publicidade

Estado de Minas

Conheça o golpe de motorista de aplicativo para multiplicar conta de passageiros

O homem, de 41 anos, foi preso em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na última quarta-feira. Ele vai responder por estelionato


postado em 27/09/2019 17:40 / atualizado em 27/09/2019 18:09

(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press.)
(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press.)

Um golpe aplicado por um motorista de aplicativo serve de alerta para usuários deste tipo de transporte na capital mineira. O homem, de 41 anos, foi preso em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, depois de enganar e dar prejuízo a diversas pessoas. Segundo a Polícia Civil, ele conseguiu, com o estelionato, arrecadar, ao menos, R$ 50 mil. Mas, acredita-se que mais pessoas podem ter sido vítimas.

As investigações apontaram que o homem escolhia, em sua maioria, vítimas idosas. Ao fim da corrida, ele afirmava ao passageiro que o pagamento prévio não tinha sido registrado e convencia a vítima fazer o pagamento em cartão de débito. Para isso, rodava com uma máquina.

“Ao passar o cartão na máquina, acrescentava duas casas decimais aos valores originais, causando prejuízos enormes às vítimas. Até o momento, foram contabilizados mais de R$50 mil de prejuízo aos usuários, sendo, em sua maioria, pessoas idosas e mulheres”, afirmou a delegada Roberta Sodré, responsável pelo inquérito.

Resultado das investigações foi divulgado nesta sexta-feira(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Resultado das investigações foi divulgado nesta sexta-feira (foto: Polícia Civil/Divulgação)


Diante dos indícios de estelionato, a Polícia Civil pediu a Justiça a prisão temporária do homem, que foi autorizada. Na última quarta-feira, o mandado foi cumprido no Bairro Chácara, em Contagem, na Grande BH. Com ele, foi encontrada uma réplica de pistola, além de um porta-documentos do Poder Judiciário em nome dele, R$1,7 mil em dinheiro, uma máquina de cartão, dois telefones, notebook e impressora.

Segundo a Polícia Civil, foi apurado que o homem fez uma vítima, em São Sebastião da Anta, na Região do Rio Doce. O motorista adquiriu uma caminhonete e um outro veículo. O pagamento foi feito com um cheque, no valor de R$ 120 mil, que era fraudado.

A polícia vai continuar com as investigações para tentar encontrar outras vítimas do motorista. Ele vai responder por estelionato.


Publicidade