Publicidade

Estado de Minas

Incêndio atinge mata às margens da BR-356 e complica trânsito em BH

Fogo está concentrado pouco antes do Ponteio Lar Shopping, no sentido Savassi, na altura do Bairro Belvedere, e causa reflexos na Avenida Nossa Senhora do Carmo. Ocorrência está controlada


postado em 19/09/2019 18:08 / atualizado em 19/09/2019 19:58

Ver galeria . 8 Fotos A suspeita é que o fogo tenha começado por um morador de ruaMarcos Vieira/EM/D.A.Press
A suspeita é que o fogo tenha começado por um morador de rua (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press )

 
Um incêndio na mata que margeia a BR-356, no sentido Savassi, causa reflexos no trânsito de Belo Horizonte na noite desta quinta-feira (19). De acordo com o Corpo de Bombeiros, a ocorrência está controlada. Mais cedo, o trânsito chegou a parar na rodovia. 

O fogo causou congestionamentos no trânsito da Avenida Nossa Senhora do Carmo, também na Savassi. A ocorrência, no entanto, já está praticamente finalizada, já que os bombeiros começaram a trabalhar no local por volta das 17h. 

De acordo com o capitão Couto, que coordenou os trabalhos da corporação, a principal dificuldade foi a possibilidade de atingimento de uma residência localizada na Avenida José Maria Alkimin, no Bairro Belvedere, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. 
 
O incêndio deixou o trânsito lento na Avenida Nossa Senhora do Carmo (foto: Clarice Campolina/EM/D.A Press)
O incêndio deixou o trânsito lento na Avenida Nossa Senhora do Carmo (foto: Clarice Campolina/EM/D.A Press)


Segundo o capitão Couto, a primeira viatura que chegou ao local não tinha água, por se tratar de uma carro administrativo. Mesmo assim, os militares orientaram os moradores e, com baldes e mangueiras, conseguiram impedir que as chamas chegassem à casa. 

O proprietário do imóvel, que não quis se identificar, disse que ocorrências como essa são comuns nesta época do ano. A situação o forçou a criar uma barreira com plantas para impedir a propagação das chamas. 

"Sempre acontece isso aqui no Parque das Nações (como é conhecida a mata), mas nesse ano foi o maior de todos. Já pedi a Copasa para colocar um hidrante aqui. Não é para apagar o fogo na minha casa ou na do vizinho, mas para facilitar o trabalho dos bombeiros", ressaltou o morador. 

De acordo com capitão Couto, a situação de 2019 está pior que a dos anos anteriores. "A seca demorou, mas ela veio muito forte, com uma umidade relativa do ar muito baixa. Então, nos estamos tendo muito trabalho mesmo, até mais que nos anos anteriores, comparativamente", explica o militar. 

A causa do incêndio na mata ao lado da BR-356 ainda não está clara. Contudo, os bombeiros suspeitam de um morador de rua, com base em relatos dos moradores. Ele teria colocado fogo propositalmente.


Publicidade