Publicidade

Estado de Minas

Polícia Federal combate contrabando de cigarros em BH e outras duas cidades

Polícia apurou que sede da quadrilha era em Conselheiro Lafaiete. Veículos e uma arma foram apreendidos


postado em 13/08/2019 08:33 / atualizado em 13/08/2019 09:08

(foto: Polícia Federal/Divulgação)
(foto: Polícia Federal/Divulgação)


A Polícia Federal (PF) realizou, na manhã desta terça-feira, uma operação contra uma quadrilha de contrabando de cigarros que agia em Minas Gerais. Foram cumprido cinco mandados de prisão preventiva e outros cinco de busca e apreensão em Belo Horizonte, Conselheiro Lafaiete e Desterro de Entre Rios, na Região Central de Minas Gerais. De acordo com a polícia, foram apreendidos quatro veículos, uma motocicleta e uma arma. 

“As investigações tiveram início há um ano a partir de informações oriundas da Polícia Civil e da Polícia Militar de Minas Gerais. A Polícia Federal apurou que a organização tinha sede em Conselheiro Lafaiete e contava com fornecedores naquela região e em Belo Horizonte, atuando nesses dois polos e em diversos outros municípios”, explicou a Polícia Federal sobre a ação denominada Nicotina.  “Os fornecedores e distribuidores se auxiliavam mutuamente, de forma associada, praticando a atividade delituosa há muitos anos. Muitos deles já foram presos em flagrante por tal crime várias vezes”, diz a instituição. 

A PF informou que passou a atuar no caso porque o crime de contrabando é de atribuição investigativa da União. O delito atinge diversos bens jurídicos como administração e saúde pública, economia e mercado de consumo.

Os alvos serão indiciados por contrabando e associação criminosa. Se condenados, eles podem pegar até oito anos de prisão


Publicidade