Publicidade

Estado de Minas

Trio sequestra motorista de app, o força comprar fast food e é preso em BH

Durante todo o crime, vítima foi ameaçada pelos jovens, que ligaram para a família do motorista para aterrorizá-lo


postado em 09/08/2019 19:55 / atualizado em 09/08/2019 19:59

(foto: Divulgação/Polícia Militar)
(foto: Divulgação/Polícia Militar)

 

Um motorista de aplicativo viveu momentos de terror na madrugada desta sexta-feira (9) em Belo Horizonte. Ele foi sequestrado, extorquido e ameaçado durante horas por um trio de jovens de 22, 20 e 18 anos, todos com passagens pela polícia.


Segundo a PM, a vítima foi sequestrada quando terminava uma viagem. Nesse momento, dois dos jovens invadiram o carro do motorista e o ameaçaram com uma arma falsa. Eles passaram em um motel para buscar o terceiro envolvido.


Eles fizeram a vítima de refém durante horas e forçaram que ela informasse os dados dos cartões de crédito e débito. Com os cartões, o trio fez várias compras em lojas de conveniência e em uma unidade do McDonald's e até forçou o homem a comprar drogas para eles no Bairro Céu Azul, em Venda Nova.


Durante todo o assalto, os detidos ligaram para a esposa da vítima. De acordo com a polícia, eles diziam que matariam o homem e queimariam o carro dele. Também ameaçavam retirar membros do trabalhador. Tudo para forçar a mulher a repassar R$ 5 mil para libertar o marido.


Como a mulher não tinha o dinheiro, o trio largou o homem em um lugar deserto. O mesmo aconteceu com o veículo dele. Mesmo depois disso, eles continuaram ameaçando a esposa da vítima para obter mais vantagens.


Depois de ser libertado, o motorista pegou seu carro e se dirigiu à 8ª Companhia da Polícia Militar, no Bairro Alípio de Melo, Região Noroeste de BH. Lá, ele contou aos militares tudo que havia acontecido.


Naquele momento, segundo a PM, os militares de plantão telefonaram para a esposa da vítima para informá-la sobre o marido. Ela estava muito nervosa e contou que ainda era ameaçada pelos bandidos.


Diante dessas informações, a polícia realizou o rastreamento das ligações e chegou até os suspeitos. Eles estavam num beco denominado Nova Friburgo, em Contagem, na Grande BH.


Os três foram detidos. Um deles, inclusive, já tem uma passagem por homicídio. Outro deles confessou que, recentemente, participou de ocorrências de arrombamentos de agências bancárias em Minas Gerais.


Com eles, a PM apreendeu a arma falsa usada para ameaçar o motorista, R$ 122 em dinheiro vivo, dois celulares e cinco cartões de débito, crédito e de saúde. Eles causaram um prejuízo de cerca de R$ 600 à vítima.


Os detidos foram encaminhados à Central de Flagrantes (Ceflan) IV, no Bairro Alípio de Melo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade