Publicidade

Estado de Minas

BHTrans faz campanha por mais segurança no Dia do Pedestre

Objetivo é aumentar a conscientização de motoristas e transeuntes para uma convivência mais harmônica no trânsito da cidade


postado em 08/08/2019 13:54 / atualizado em 08/08/2019 14:04

BHTrans realizou ações nesta quinta-feira em Belo Horizonte para orientar pedestres (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)
BHTrans realizou ações nesta quinta-feira em Belo Horizonte para orientar pedestres (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)

Funcionários da Gerência de Educação Pela Mobilidade da BHTrans foram às ruas de Belo Horizonte nesta quinta-feira para tentar conscientizar a população sobre a importância de se respeitar as regras destinadas à circulação de pedestres na cidade. A atividade aconteceu em comemoração ao Dia do Pedestre.

Panfletos foram distribuídos e orientações foram dadas na esquina da Rua dos Timbiras com Avenida do Contorno, no Barro Preto, e também na porta da Emei Timbiras, no Centro. No primeiro local, a BHTrans inaugurou um semáforo de pedestres e levou palhaços para ajudarem na conscientização das pessoas. Com uma performance típica, eles orientaram os momentos certos de atravessar, apenas com o sinal verde para os caminhantes.

Palhaços ajudaram na orientação dos moradores (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)
Palhaços ajudaram na orientação dos moradores (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press)


“O pedestre não pode se distrair quando estiver se locomovendo. Ele é o mais frágil dentro do trânsito, então é necessário que ele olhe para os dois lados, faça um contato visual com o motorista para que ele seja visto. Ele não deve usar fones de ouvido e celular que são equipamentos que podem trazer distração ao realizar a travessia. E ele tem que esperar. O pedestre reconhecidamente tem muitos direitos na circulação, mas ele também tem que conhecer os seus deveres. Onde houver o semáforo ele tem que aguardar a sua vez na travessia”, diz a gerente de Educação Para a Mobilidade da BHTrans, Maria Augusta Gatti.

Mesmo com a presença da BHTrans, vários transeuntes ignoraram o sinal vermelho e seguiram na travessia antes da hora. Mas o desrespeito não é exclusividade de quem caminha, mas também dos motoristas que circulam pelas ruas da cidade. É muito comum observar os carros passando em alta velocidade nos locais de faixa de pedestre sem semáforo, totalmente alheios à preferência estabelecida por lei. “A faixa é sinalizada para permitir a prioridade do pedestre naquele espaço da via. O motorista tem que reduzir porque ali a preferência é do pedestre”, completa Maria Augusta.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade