Publicidade

Estado de Minas

Jovem suspeito de fazer 'pega' bate na porta da PM e acaba preso

O rapaz de 21 anos foi avistado pelos sentinelas do 18º Batalhão no momento em que perdeu o controle do carro. O outro veículo conseguiu seguir sem ser abordado


postado em 03/08/2019 09:00 / atualizado em 03/08/2019 12:26

A batida ocorreu no portão da garagem da PM, que acabou derrubado na madrugada deste sábado(foto: Reprodução da Internet / Google Maps)
A batida ocorreu no portão da garagem da PM, que acabou derrubado na madrugada deste sábado (foto: Reprodução da Internet / Google Maps)

A Polícia Militar nem precisou se mover para prender um jovem de 21 anos, suspeito de praticar um racha na Avenida João César de Oliveira, em Contagem, na madrugada deste sábado. Isso porque, ao perder o controle do veículo, que estava em alta velocidade, ele acabou batendo justamente no portão do 18º Batalhão de PM na cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O caso, segundo a Tenente Laila, foi registrado como acidente de trânsito com vítima e disputa de corrida não autorizada (prática conhecida popularmente como "pega")  e o rapaz foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Contagem.

De acordo com a militar, os sentinelas do batalhão avistaram um Celta e um Pálio emparelhados, em alta velocidade, seguindo na avenida no sentido Centro de Contagem  por volta das três e meia da madrugada. Foi quando o motorista do Pálio perdeu o controle e bateu no totem com o letreiro iluminado com o nome da PM, que chegou a entortar. O portão de saída da garagem foi ao chão.

Uma outra pessoa que estava no veículo se queixou de dores, mas dispensou atendimento médico. O outro carro, o Celta, conseguiu seguir sem ser abordado pelos policiais.

O carro foi removido para o Pátio PAR de Contagem e o rapaz foi conduzido à delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

Prisão em flagrante


O motorista do carro, Vitor de Oliveira Sousa, foi autuado e preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil, ele foi enquadrado no artigo 308 do Código de Trânsito Brasileiro, segundo o qual é crime participar, na direção de veículo em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística, assim como realizar manobra não autorizada que gere situações de risco.

De acordo com o CTB, a pena prevista é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão da carteira de motorista.

A Polícia Civil informou que ele será encaminhado ao sistema prisional e terá uma audiência de custódia com um juiz neste domingo (4).


Publicidade