Publicidade

Estado de Minas

Carros sem licenciamento serão rebocados a partir desta quinta em Minas

Punição será aplicada aos proprietários de veículos com placas de finais do 1 ao 5 a partir de hoje, 1º de agosto. Também haverá multa


postado em 01/08/2019 11:23 / atualizado em 01/08/2019 11:28

O taxa original de licenciamento era de R$ 102,41. Agora, sobre este valor incidem multa de 12% (R$ 12,29) e juros de 0,5% ao mês(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
O taxa original de licenciamento era de R$ 102,41. Agora, sobre este valor incidem multa de 12% (R$ 12,29) e juros de 0,5% ao mês (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Os motoristas de carros com placas de final 1 a 5 precisam ficar atentos. A partir desta quinta-feira, os condutores que não tiverem quitado a Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo (TRLAV) serão autuados, multados e terão seu veículo aprendidos. Para os carros com placas de final 6 a 0 a obrigatoriedade passa a valer a partir de 1º de setembro.

De acordo com o Detran-MG, caso o condutor em situação irregular seja parado em uma blitz, a multa será de R$ 293,47, por infração gravíssima, com sete pontos na CNH – Carteira Nacional de Habilitação. O veículo será apreendido e removido para o pátio do Detran.

A novidade é que o condutor não precisa mais necessariamente portar o Certificado de Registro de Veículo (CRLV). Em caso de ausência do documento, os próprios agentes de trânsito farão a consulta no sistema, confirmado se ele foi mesmo emitido. Até o ano passado, caso o condutor fosse flagrado circulando sem o CRLV, ele era autuado em infração leve, com multa de R$ 53,20, mais três pontos na CNH e apreensão do veículo.

Condutores que ainda não tenham efetuado o Licenciamento devem, inicialmente, conferir no site do Detran se há algum tipo de impedimento em relação ao veículo, como possíveis débitos de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), seguro obrigatório ou multas.

O taxa original de licenciamento era de R$ 102,41. Agora, sobre este valor incidem multa de 12% (R$ 12,29) e juros de 0,5% ao mês. O valo final a ser pago é calculado nos próprios agentes arrecadadores credenciados junto ao Detran. Para isso, basta informar o número de RENAVAM – Registro Nacional do Veículo.

De acordo com o Detran não houve nenhum tipo de atraso na entrega dos documentos aos condutores que efetuaram o pagamento em dia. O prazo máximo de envio era de 11 dias úteis. O órgão ressalta que é importante manter o endereço do condutor sempre atualizado para que o documento não volte para o Detran. Outras dúvidas podem ser tiradas pelo LigMinas, no número 155.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade