Publicidade

Estado de Minas

Pela segunda vez, sirene de barragem toca por engano em Santa Bárbara

Defesa Civil de Minas Gerais informou que um teste estava sendo feito na cidade quando as sirenes foram tocadas. O primeiro erro ocorreu em 25 de maio


postado em 26/07/2019 14:55 / atualizado em 26/07/2019 15:49

As sirenes tocaram por engano em Santa Bárbara(foto: Reprodução da internet/Wikimedia Commons)
As sirenes tocaram por engano em Santa Bárbara (foto: Reprodução da internet/Wikimedia Commons)

Moradores de Santa Bárbara, na Região Central de Minas Gerais, voltaram a se assustar com o toque das sirenes que alertam sobre riscos em uma barragem na cidade. Os aparelhos foram acionados de forma equivocada pela  mineradora AngloGold Ashanti por volta das 14h. Esta é a segunda vez, neste ano, que os aparelhos são acionados por engano. A mineradora confirmou o erro, que aconteceu durante uma manutenção preventiva dos equipamentos.

O coronel Flávio Godinho, coordenador da Defesa Civil de Minas Gerais, informou que um teste estava sendo feito na cidade, quando as sirenes soaram de forma equivocada. "Vale ressaltar que nada aconteceu na cidade. Estava acontecendo um teste de sirene com volume reduzido e, por erro da empresa, essa sirene foi tocada", explicou. A Polícia Militar (PM) foi acionada.

Por meio de nota, a AngloGold Ashanti confirmou o acionamento indevido das noves sirenes de emergência da barragem Córrego do Sítio, em Santa Bárbara. Os aparelhos estão localizados próximo as comunidades de Barra Feliz e Carrapato. O toque aconteceu 13h50, durante um procedimento de manutenção preventiva dos equipamentos.

“A empresa deslocou equipe aos pontos de encontro para esclarecimento da situação às comunidades. Além disso, entrou em contato com as lideranças comunitárias e os órgãos públicos competentes para comunicar o ocorrido. Paralelamente, os motivos do acionamento incorreto das sirenes estão sendo apurados. O sistema já foi normalizado”, informou. “A AngloGold Ashanti lamenta pelo acionamento equivocado do sistema de emergência e pede desculpas à população e reforça que todas as suas barragens estão estáveis e não apresentam riscos”, completou.

Susto repetido


Esta é a segunda vez que a empresa toca a sirene por engano. O primeiro erro ocorreu em 25 de maio. Na ocasião, a empresa informou que também realizava um processo de preparação preventiva do sistema de emergência quando houve o acionamento inesperado por um período máximo de três segundos de duas sirenes localizadas na região de Santa Quitéria e Bárbara, próxima à Barra Feliz. O toque foi interrompido e uma equipe foi mobilizada para esclarecer a situação aos moradores das comunidades e autoridades competes. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade