Publicidade

Estado de Minas

Sem querer, mãe envenena bebê com inseticida em Minas

Jovem de 17 anos confundiu frasco de veneno com medicamento contra tosse


postado em 22/07/2019 23:34

A confusão de uma mãe, de 17 anos, colocou uma criança de três meses em risco na noite desse domingo (21). Ela confundiu um frasco de veneno usado contra insetos e ratos com um medicamento receitado para tosse. O caso aconteceu em São Gotardo, na Região do Alto Paranaíba.

Segundo a Polícia Militar (PM), a guarnição foi acionada por volta das 23h30 por funcionários do pronto-socorro de São Gotardo. A mãe estava no local bastante abalada pela situação, segundo a PM.

Ela contou à polícia que seu quarto não tem iluminação. Por isso, apanhou um frasco que pensava ser o medicamento contra tosse, chamado carbocisteína, um xarope. Contudo, tratava-se de um veneno conhecido como barragem, usado contra insetos e ratos. 

Segundo os relatos, a mãe percebeu que a criança apresentava sintomas de envenenamento, com espumamento frequente na boca e inchaço. Por isso, ela procurou vizinhos, que a levaram para o pronto-socorro.

No hospital, a criança foi submetida a procedimentos médicos e, segundo a PM, não corre risco de morrer. A vítima segue em observação.

Por se tratar, em tese, de acidente, e por ser imprescindível que a genitora acompanhasse a criança no hospital, não foi realizada a apreensão em flagrante da responsável pelo fato. A ocorrência ficou a cargo da Polícia Judiciária e do Conselho Tutelar de São Gotardo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade