Publicidade

Estado de Minas

Greve geral em BH: escolas públicas municipais estão sem aulas desde quarta-feira

Paralisação na educação ocorreu gradativamente. Mais de 100 escolas do ensino infantil e fundamental não funcionaram nesta sexta


postado em 14/06/2019 16:39 / atualizado em 14/06/2019 18:13

Manifestações que fazem parte da greve geral em BH(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Manifestações que fazem parte da greve geral em BH (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

A greve geral contra a reforma da Previdência e cortes na educação começou adiantada na rede pública de ensino em Belo Horizonte. Professores e funcionários de escolas municipais de educação infantil e fundamental aderiram ao movimento nacional desde a última quarta-feira. 

De acordo os números estimados da Secretaria Municipal de Educação, 15% das escolas da capital ficaram parcialmente fechadas na última quarta-feira. Na quinta, foram 22%. Isso significa que nem todos os professores haviam aderido à greve. Diferentemente desta sexta-feira, quando 34% - número que representa mais de 100 escolas - dos colégios municipais ficaram completamente fechados.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte contesta a secretaria e fala em 90% de adesão à greve nesta sexta-feira.

A Secretaria Municipal de Educação não apoia a paralisação. “É decisão de grupos políticos. É um movimento que não nos diz respeito”, afirmou Natália Araújo, subsecretária de Educação em Belo Horizonte.

Nas próximas semanas, os professores que aderiram ao movimento nacional terão que fazer reposição de aulas. Os dias e horários são definidos por escola.

Escolas estaduais

O balanço da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, apurado até o início da tarde desta sexta-feira, aponta que 77,8% das escolas estaduais tiveram funcionamento normal ou parcial nesta sexta-feira, em razão do movimento nacional de mobilização convocado pelo sindicato da categoria. A taxa de resposta para o levantamento da Secretaria de Estado de Educação foi de 82,6%, de um total de 3.620 unidades escolares do estado.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade