Publicidade

Estado de Minas

Polícia identifica adolescente que ameaçou promover massacre em escola de Contagem

Em depoimento, adolescente disse que tudo não passou de uma brincadeira


postado em 13/06/2019 19:47 / atualizado em 13/06/2019 19:51

Funcionários, alunos e pais ficaram apreensivos após ameaças(foto: Google Street View/Reprodução)
Funcionários, alunos e pais ficaram apreensivos após ameaças (foto: Google Street View/Reprodução)

Policiais da Delegacia Especializada em Investigação de Crime Cibernético identificaram o autor de ameaças a uma escola de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito seria um adolescente de 16 anos que, por meio de redes sociais, anunciava que faria um massacre na instituição de ensino. A “tragédia” estava marcada para esta quinta-feira. 

Após identificarem o autor das ameaças, os policiais civis foram até a casa do adolescente e cumpriram mandado de busca e apreensão. Além do jovem, que foi obrigado a prestar depoimento, os investigadores apreenderam um notebook, aparelhos celulares e jogos de violência. Os objetos serão periciados. 

De acordo com a delegada Danielle Aguiar Carvalho, o adolescente assumiu a produção do vídeo com as ameaças. "Ele disse que tudo não passou de uma brincadeira e, ao perceber a repercussão que o conteúdo estava tomando, decidiu excluí-lo", explicou.

O aluno ainda informou não ter nenhum problema pessoal com as pessoas que aparecem nas imagens nem que sofre bullying por parte dos colegas. Mesmo sem a confirmação dos fatos, a direção da escola informou aos investigadores que cerca de 120 alunos faltaram às aulas, diante à notícia da possível ação violenta.

Pelo conteúdo divulgado, o estudante pode responder por ato infracional análogo ao crime de ameaça.

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade