Publicidade

Estado de Minas

Estudante de medicina é preso por descumprir medidas protetivas da ex-namorada

Enfermeira acionou a Justiça após ser ameaçada de morte pelo ex em Montes Claros. No início da semana, irmã dela divulgou que homem estava enviando mensagens para a ex por meio de perfis falsos


postado em 05/06/2019 11:00 / atualizado em 05/06/2019 12:32

Segundo a delegada, o suspeito argumentou que fez as ameaças não simplesmente pelo fim do relacionamento, mas porque a ex-namorada 'descobriu uma conversa dele com um homossexual por uma rede social e comentou o fato com outras pessoas'(foto: Reprodução da internet/Pixabay)
Segundo a delegada, o suspeito argumentou que fez as ameaças não simplesmente pelo fim do relacionamento, mas porque a ex-namorada 'descobriu uma conversa dele com um homossexual por uma rede social e comentou o fato com outras pessoas' (foto: Reprodução da internet/Pixabay)


Um estudante de medicina de 27 anos foi preso na noite desta terça-feira em Montes Claros, no Norte de Minas,  após descumprir medidas protetivas para a ex-namorada dele, de 26 anos, determinadas pela Justiça em dezembro de 2018, após ela ter denunciado ao Ministério Público Estadual (MPMG) que tinha recebido ameaça de morte do ex-namorado por meio de mensagens em uma rede social.

No início desta semana, uma irmã da mulher divulgou nas redes sociais que, apesar das medidas de proteção, o estudante estava importunando a ex-namorada, que, de acordo com a Policia Civil, é formada em enfermagem. Foi divulgado que, entre outras atitudes,  o rapaz usou perfis falsos para enviar mensagens para a ex-namorada e fez montagem com a foto dela divulgada na internet. Também estaria ligando para o telefone celular dela em horários inadequados (de madrugada), usando diferentes números de aparelhos.

A delegada Carine Costa Maia, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Montes Claros, informou que, na tarde de terça-feira, o rapaz compareceu espontaneamente à unidade policial, onde prestou depoimento. Ela disse que, durante o depoimento de cerca de uma hora,  o estudante de medicina confessou que  tinha importunado a ex-namorada.

De  acordo com Carine Maia, o universitário alegou que chegou ameaçar a ex-namorada antes da determinação das medidas protetivas. Segundo a delegada, o suspeito argumentou que fez as ameaças não simplesmente pelo fim do relacionamento, mas porque a ex-namorada “descobriu uma conversa dele com um homossexual por uma rede social e comentou o fato com outras pessoas”. 

A delegada relatou que na noite de terça-feira, o acadêmico de medicina decidiu ir à casa da enfermeira para levar uma carta, na qual pedia perdão. Porém, com medida protetiva em vigor, ele não poderia aproximar da casa da suposta vítima – da qual deveria ser mantido a uma distância mínima de 300 metros. Por isso, o suspeito acabou sendo preso em flagrante por descumprimento da medida protetiva.

Ainda de acordo com Carine Maia, o estudante poderá ser solto mediante pagamento de fiança, cujo valor deverá ser fixado pela Justiça. A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com a defesa do suspeito preso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade