Publicidade

Estado de Minas

Homem alcoolizado condenado por atropelar e matar um policial no Belvedere é preso

O ex-estudante de direito foi abordado por policiais militares no bairro na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele estava com um mandado de prisão em aberto


postado em 29/05/2019 22:28 / atualizado em 29/05/2019 23:07

Felipe Lunardi foi condenado a mais de 10 anos de prisão em abril de 2017(foto: TV Alterosa/Reprodução)
Felipe Lunardi foi condenado a mais de 10 anos de prisão em abril de 2017 (foto: TV Alterosa/Reprodução)

O ex-estudante de direito Felipe Júdice Lunardi, que foi condenado a 10 anos e dois meses de prisão por matar o policial militar do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv), Denilson Geraldo de Oliveira, de 40 anos, em abril de 2009, foi preso na noite desta quarta-feira. Ele foi encontrado por policiais militares em um bar na Rua Pium-Í, no Bairro Carmo, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Segundo o boletim de ocorrência, o homem estava com um mandado de prisão em aberto.

Segundo a Polícia Militar (PM), a prisão aconteceu por volta das 21h. Militares em patrulhamento receberam informações de que no endereço estaria um homem com mandado de prisão em aberto. Com informações das características, os policiais abordaram Lunardi. A corporação não especificou o motivo que ele era procurado.

O acidente que vitimou o policial aconteceu em abril de 2009. De acordo com o Ministério Público, uma equipe do BPMRv estava na rodovia sinalizando um acidente de trânsito quando Felipe surgiu em alta velocidade e com os faróis apagados. Ele bateu em um dos carros que estava no local, acertou violentamente o policial e ainda bateu em outros três veículos.

O teste do bafômetro apontou 0,60 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, quase duas vezes o limite para que uma motorista responda por crime de trânsito. Em abril de 2017, Lunardi foi condenado a 10 anos e dois meses de prisão.


Publicidade