Publicidade

Estado de Minas

Operação Lei Seca flagra 81 motoristas alcoolizados em Minas Gerais

Foram 27 pessoas flagrados cometendo crime de trânsito, quando o teste do bafômetro acusa valores superiores a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido (mg/l). A ação aconteceu em 26 municípios mineiros, entre eles a capital mineira


postado em 25/02/2019 14:28

Operação aconteceu nesse fim de semana em diferentes regiões do estado(foto: Omar Freire/Imprensa MG)
Operação aconteceu nesse fim de semana em diferentes regiões do estado (foto: Omar Freire/Imprensa MG)

O cerco foi fechado novamente aos motoristas que ainda insistem em dirigir após consumir bebidas alcoólicas. Uma nova etapa da operação Lei Seca foi desencadeada nesse fim de semana em Minas Gerais. Mais uma vez, condutores acabaram presos. Foram 27 pessoas flagrados cometendo crime de trânsito, quando o teste do bafômetro acusa valores superiores a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido (mg/l). E outros 54 foram flagrados cometendo infrações, quando o teor alcoólico é inferior a  0,33 mg/l. A ação faz parte da campanha Sou pela Vida, Dirijo sem Bebida, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

A operação aconteceu na última sexta-feira em 26 municípios mineiros. Ao todo, foram  1.294 motoristas foram abordados. As 27 pessoas presas por cometerem crime de trânsito, tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e receberam multas no valor de R$ 2.934,7. Além disso, terão que responder criminalmente na Justiça.

Os outros 54 condutores que cometeram infrações perderam a CNH e tiveram que pagar multa de R$ 2.934,70. Na operação, os policiais flagraram 39 condutores dirigindo sem a CNH.

A operação aconteceu em Belo Horizonte, Aimorés, Barbacena, Cachoeira de Minas, Canaã, Caratinga, Cristais, Diamantina, Governador Valadares, Itajubá, Janaúba, Manhumirim, Mirabela, Monte Claros, Muriaé, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Salinas, Santa Rita do Sapucaí, São Francisco, Teófilo Otoni, Ubá, Uberaba e Uberlândia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade