Publicidade

Estado de Minas

Homem ameaça médica e Centro de Saúde no Barreiro é fechado

Homem se revoltou depois que sua mãe não foi atendida imediatamente no Centro de Saúde Vale do Jatobá. Ele ameaçou 'furar todo mundo' e foi preso


postado em 10/05/2019 16:16 / atualizado em 10/05/2019 17:49

O posto fica na Rua Luiz Leite de Faria, 171, no Vale do Jatoba(foto: Google Street View)
O posto fica na Rua Luiz Leite de Faria, 171, no Vale do Jatoba (foto: Google Street View)
"Eu não sou menino não. Eu volto aqui e e furo vocês". Foi o que um jovem de 24 anos teria dito a uma médica na manhã desta sexta-feira depois de a mãe ir até o Centro de Saúde e não ser atendida na Região do Barreiro. Após o ocorrido, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) informou que a unidade de saúde Vale do Jatobá precisou de ser fechada e vai retomar o atendimento na próxima segunda-feira.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, por volta de 8h, uma mulher chegou até o Centro de Saúde. Ela gritava e dizia que estava com enxaqueca e que precisava de ser atendida. Funcionários da unidade encaminharam ela até a área "laranja", onde ela deveria aguardar para a consulta.

Minutos depois, ela voltou para a recepção reclamando que ainda não havia sido atendida. Foi nesse momento que seu filho, identificado como M.D.A.P.F, de 24, chegou até o local e perguntou o que estava acontecendo. O autor se dirigiu até uma funcionária, que é uma estagiária de 17 anos e teria dito disse: "O que está olhando? Não pode olhar feio pra mim. Eu volto aqui, vou voltar e furar todo mundo".

Em seguida, segundo a versão das vítimas, ele entrou na unidade acompanhando a mãe e ameaçou a médica. As mulheres alegam que ficaram com muito medo e foram retiradas da recepção por outros funcionários do Centro de Saúde.

A  Polícia Militar (PM) foi chamada. Aos militares, ele contou que não ameaçou ninguém, mas admitiu ter ficado nervoso com a situação. Ele, que estava com liberdade provisória, foi preso em flagrante.

Dengue no Barreiro
A SMSA informou que os pacientes com dengue estão sendo encaminhados para o CAD Barreiro, os casos agudos para UPA e os usuários que necessitam de vacinas ou curativos estão sendo orientados a procurarem os dois centros de saúde mais próximos.

A Região do Barreiro continua como a número 1 de casos na cidade, com 2.773 registros. Ela vem seguida da Nordeste (1.341 casos), Noroeste (1.297), Pampulha (1.207) e Venda Nova (978).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade