Publicidade

Estado de Minas

Operação Moçambique recebe nova equipe de bombeiros para ajuda humanitária

Os 20 militares que atuaram no país africano por 40 dias retornam ao Brasil nesta semana


postado em 06/05/2019 14:21 / atualizado em 06/05/2019 14:43

20 militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais retornam ao Brasil(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
20 militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais retornam ao Brasil (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Após 40 dias de empenho na inédita operação de ajuda humanitária em Moçambique, os 20 militares do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais voltam para o Brasil nesta semana e outros cinco bombeiros chegam ao continente africano.

Os militares desembarcaram nesta segunda-feira, por volta das 3h (horário de Brasília), na África, para atuar de forma conjunta com militares da Força Nacional de Segurança Pública. Os homens dão continuidade ao esforço de minimizar os danos causados pelos ciclones Idai e Kenneth. A previsão é de que esta nova equipe permaneça no país por cerca de 30 dias em missão humanitária.

Os trabalhos realizados pelos bombeiros mineiros foram extremamente importantes no processo de reconstrução dos serviços essenciais mais urgentes. Prova disso, segundo a corporação, é que além da formalização do pedido das autoridades locais para que o prazo de atuação dos militares fosse prorrogado por mais 20 dias, uma nova equipe foi solicitada para compor a força-tarefa brasileira.

Nova equipe com cinco bombeiros militares de Minas Gerais e cinco militares da Força Nacional de Segurança Pública embarcam para ajuda humanitária em Moçambique(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Nova equipe com cinco bombeiros militares de Minas Gerais e cinco militares da Força Nacional de Segurança Pública embarcam para ajuda humanitária em Moçambique (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

 
* Estagiária sob supervisão da estagiária Ellen Cristie. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade