Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros de Minas salvam mais de 100 pessoas após ciclone e chuvas, em Moçambique

Operação continua e deve permanecer pelos próximos dias, uma vez a previsão de fortes chuvas permanece durante toda a semana


postado em 28/04/2019 15:01 / atualizado em 28/04/2019 16:24

Mais de 3.300 casas foram destruídas e mais de 18 mil pessoas estão desabrigada(foto: Corpo de Bombeiros/ divulgação )
Mais de 3.300 casas foram destruídas e mais de 18 mil pessoas estão desabrigada (foto: Corpo de Bombeiros/ divulgação )
As equipes do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais realizam, na madrugada deste domingo, uma série de salvamentos e resgates nas proximidades de Pemba, onde as comunidades locais foram seriamente afetadas pela passagem do ciclone Kenneth e pelas fortes chuvas que se iniciaram logo após. Mais de 100 pessoas foram resgatadas pela corporação mineira.

Mais de 3.300 casas foram destruídas e mais de 18 mil pessoas estão desabrigadas. O Kenneth, com ventos superiores a 280km/h, é ainda mais forte que o Idai, que atingiu a região em 14 de março, causando cerca de mil mortes.

"Ainda há vários pontos de inundação. O alagamento já chega na altura da cintura em muitos pontos. Becos e vielas, favelas sofrem com correntezas mais fortes. Todos estão sendo levados para escolas e igrejas", contou capitão kleber Castro, subcomandante da Operação Moçambique.

Três equipes percorrem a área afetada retirando pessoas ilhadas e em casas com risco de desabamento, além de realizarem o salvamento de pessoas que se encontram em situação de perigo, como uma grávida que foi retirada.

A operação continua e deve permanecer pelos próximos dias, uma vez que a previsão de fortes chuvas permanece durante toda a semana.

"Continua caindo uma chuva firme, forte e com muito volume. Já são 12 horas de chuva interrupta", acrescentou o capitão. "A previsão aponta chuva para os próximos 10 dias".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade