Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros mineiros ficam em Moçambique mais tempo que o previsto

Corporação chegou a África no dia primeiro deste mês com previsão de retorno em 15 dias


postado em 15/04/2019 18:08 / atualizado em 15/04/2019 19:01

(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais/Divulgação)

O embarque da corporação de bombeiros militares em Minas Gerais para a cidade de Beira, em Moçambique, tem sido proveitoso. Em virtude do sucesso da operação, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) e, por meio da Agência Brasileira de Cooperação, ficou acertada a permanência dos militares no país por mais alguns dias. A corporação chegou ao continente africano no dia 1º e ainda não foi divulgado por quanto tempo devem ficar.

Diversas ações humanitárias e de reconstrução da cidade são feitas pelos militares experientes em desastres como o de Brumadinho e Mariana. Segundo Ricardo Daskal, secretário da Embaixada Brasileira em Moçambique, tanto o INGC quanto o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários estão muito satisfeitos com os resultados alcançados pelas equipes brasileiras em campo. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, a permanência vai potencializar os serviços, pois a tropa está se familiarizando com o terreno, geografia, estradas, forma de atuação e emprego operacional adaptados à realidade local.

Nesta segunda-feira, os militares realizaram trabalhos de manutenção nos equipamentos e ferramentas de salvamento terrestre, de corte de árvore, em especial, motosserras. Além disso, os barcos, motores de popa, geradores, talha, tifor e material de salvamento, passam por revisão.

No último domingo, capitão Farah participou do planejamento das intervenções em campo para os próximos dias, recebendo autoridades na Base do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais no Aeroporto de Beira, Moçambique. Visitou a base, a chefe da Proteção Defesa e Civil europeia, senhora Linda, que conheceu as instalações da equipe brasileira.

(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais/Divulgação)


* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade