Publicidade

Estado de Minas

Campanha Maio Amarelo mira na redução de acidentes de trânsito

O movimento está em sua sexta edição e conta com blitz educativa, teatro e peças publicitárias com crianças trazendo mensagens para sensibilizar os motoristas para atitudes mais prudentes


postado em 29/04/2019 09:48 / atualizado em 29/04/2019 12:51

Policiais e agentes de trânsito participam de blitz educativa contra acidentes(foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
Policiais e agentes de trânsito participam de blitz educativa contra acidentes (foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
A redução dos acidentes de trânsito é a temática da sexta edição da campanha "Maio Amarelo", lançada hoje (29), no Detran-MG, em Belo Horizonte, com solenidade e uma blitz educativa na Avenida João Pinheiro, em Lourdes, na Região Centro-Sul de BH, em frente ao departamento de trânsito.

Neste ano, com a abertura da campanha sendo coordenada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), o lema é “No trânsito, o sentido é a vida”. Por intermédio das peças publicitárias protagonizadas por crianças, sob a assinatura “#ME OUÇA”, a campanha busca incentivar os adultos a ouvirem os conselhos dos mais jovens e a refletirem sobre o comportamento nas vias.

Para a delegada Amanda de Menezes Curty, coordenadora de Educação de Trânsito do Detran/MG, esse pode ser um diferencial da campanha. "As vezes a criança falando o pai fica constragido de infringir uma regra de trânsito diante de um conselho infantil. E tem o lado do pai querer ser sempre o exemplo para o filho", diz ela.

O especialista em transporte e trânsito, Osias Baptista, destaca que as ações educativas não podem ficar restritas ao Maio Amarelo ou à Semana do Trânsito, que acontece em setembro. É preciso focar em educação o ano todo. "Nós devemos buscar que não morra ninguém no trânsito, porque o trânsito não é uma atividade mortal, é uma atividade do dia a dia das pessoas. Não é correto que as pessoas morram numa atividade dia a dia", diz ele.

Autoridades participam de solenidade no Detran da campanha Maio Amarelo, contra acidentes(foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
Autoridades participam de solenidade no Detran da campanha Maio Amarelo, contra acidentes (foto: Jair Amaral/EM/D.A. Press)
Na ocasião, uma blitz educativa em frente ao Detran-MG foi realizada, assim como um teatro desenvolvido pela Gerência de Educação para Mobilidade da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), com o objetivo de alertar motoristas e pedestres sobre atitudes seguras no trânsito.

Em todo o estado estão programadas ações educativas de trânsito durante o mês, com a proposta de despertar na sociedade a consciência para a questão da segurança viária.

Por que maio? Por que amarelo?

Em maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, com base em um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente em 178 países. Por isso, o mês de maio se tornou referência mundial para as ações que visam reduzir o número de vítimas no trânsito.

O amarelo simboliza atenção e também a sinalização de advertência no trânsito. Desta forma, o Maio Amarelo tem como objetivo chamar a atenção de motoristas, passageiros, pedestres e ciclistas sobre os impactos sociais, emocionais e econômicos, resultados dos acidentes de trânsito, para assim mudar atitudes.

No Brasil, o Movimento ganhou forma a partir de 2014 e conta com a participação de órgãos públicos, empresas privadas e membros da sociedade civil pela redução de acidentes nas vias do país que, segundo a OMS, é o quarto em número de mortes por acidente de trânsito no mundo.


Publicidade