Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura de BH abrirá o primeiro centro de atendimento de dengue até sábado

Ofensiva contra avanço da doença vai começar no Barreiro. Cerca de 80 médicos serão contratados para atender casos suspeitos


postado em 25/04/2019 15:28 / atualizado em 25/04/2019 16:26

Centro de Atendimento de Dengue (CAD) vai funcionar no Complexo de Saúde do Barreiro, na antiga Praça da Febem(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 22/12/2017)
Centro de Atendimento de Dengue (CAD) vai funcionar no Complexo de Saúde do Barreiro, na antiga Praça da Febem (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 22/12/2017)

A Prefeitura de Belo Horizonte lança mais uma ofensiva contra o avanço da dengue no município. Até sábado, entra em funcionamento o Centro de Atendimento de Dengue (CAD) do Barreiro, que vai funcionar no Complexo de Saúde do Barreiro, na antiga Praça da Febem.

A capital já tem 4 mil casos confirmados da doença e outros 14 mil em investigação. Os demais postos ainda estão sem data para entrar em operação. Um deles deve funcionar no segundo andar da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Venda Nova para atendimento a moradores dessa região e também da Norte e da Pampulha. A outra unidade deve ser instalada na UPA Nordeste. Os centros devem atender juntos, 2,3 mil pessoas por semana. 

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, o objetivo é o atendimento a casos suspeitos de dengue, de forma a desafogar as Unidades de Pronto-Atendimento e os Centros de Saúde.

Para que os CAD’s entrem em funcionamento por completo, o secretário informou, na tarde desta quinta-feira, que há um déficit de 80 médicos. “Estamos aguardando os currículos dos profissionais para que sejam contratados e comecem trabalhar”, informou Jackson Machado.



Publicidade