Publicidade

Estado de Minas

Jovem joga óleo quente na ex-namorada enquanto ela dormia

O crime ocorreu na madrugada deste sábado em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. O casal tinha rompido o relacionamento há dias. Polícia procura o agressor


postado em 20/04/2019 08:07 / atualizado em 20/04/2019 10:01

Crime aconteceu em um apartamento no Bairro São Bernardo(foto: Reprodução / Google Street View)
Crime aconteceu em um apartamento no Bairro São Bernardo (foto: Reprodução / Google Street View)

A polícia está à procura de um jovem que atacou a ex-namorada na madrugada deste sábado em um apartamento de Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. A vítima dormia quando o homem jogou óleo quente sobre ela. A mulher foi socorrida e encaminhada para um hospital da cidade com 40% do corpo queimado. O agressor fugiu.

O crime ocorreu por volta das 4h deste sábado em um apartamento localizado na Rua Professor Ernesto Evangelista, no Bairro São Bernardo. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), a mulher, de 24 anos, contou que estava dormindo quando foi surpreendida pelo ex-namorado.

O homem, de 24, pegou uma panela cheia de óleo quente e jogou o produto no rosto da vítima e no restante do corpo. A mulher foi socorrida por funcionários do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhada para o Hospital de Pronto Socorro de Juiz de Fora. Lá, passou por cirurgia. O estado de saúde dela não foi informado.

Suspeito do crime fugiu e está sendo procurado(foto: Reprodução)
Suspeito do crime fugiu e está sendo procurado (foto: Reprodução)
Depois de cometer o crime, o homem fugiu. A vítima continua internada no hospital. O óleo atingiu praticamente todo o rosto, com mais intensidade no nariz e olhos, e também as mãos. O casal, segundo informações de familiares, estavam iniciando uma separação. A jovem já havia dito que queria terminar, mas eles ainda estavam juntos. O autor trabalha no Rio de Janeiro e vai a cada 15 dias pra Juiz de Fora.

A PM fez rastreamento na região, mas não encontrou o homem. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade