Publicidade

Estado de Minas

Sistema de bikes compartilhadas será desativado na área central a partir de amanhã

Empresa responsável pelo sistema credenciou-se para prestação de serviços com estação apenas na orla da Lagoa da Pampulha - propondo a instalação de 14 estações


postado em 09/04/2019 14:17 / atualizado em 09/04/2019 14:47

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
As 34 estações localizadas na área central de Belo Horizonte serão desativadas a partir da amanhã. Isso porque, segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), terminou o contrato do sistema Bike BH – operado pela empresa Serttel. 

O contrato com a Serttel que estava em vigor desde 9 abril de 2013, com duração de 60 meses, se encerrado amanhã. Em função do término do contrato, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), publicou dois Chamamentos Públicos: o credenciamento de empresas para implantação, instalação, manutenção e operação de sistemas de compartilhamento de bicicletas com e sem estação. 

Com a publicação dos dois chamamentos, em janeiro, a administração municipal alterou a forma de contratação de empresas para prestação de serviços de compartilhamento de bicicletas, em relação ao Sistema Bike BH – permitindo a operação por parte de mais de uma empresa e de mais de um sistema, a exemplo do que já está ocorrendo em outras cidades no Brasil e no mundo.

A empresa Serttel credenciou-se para prestação de serviços de compartilhamento de bicicletas com estação apenas na orla da Lagoa da Pampulha, propondo a instalação de 14 estações – oito a mais do que as seis atualmente instaladas). A empresa assinou o novo contrato com a BHTrans em 4 de abril e tem 90 dias para colocar o novo sistema em operação. No entanto, não houve interesse de outras empresas para operação de sistemas de compartilhamento de bicicletas com estação nas outras áreas da cidade.

O Chamamento para “Credenciamento de empresas para sistemas de compartilhamento de bicicletas sem estação” estará recebendo dos envelopes de documentos para habilitação até o dia 21 de maio.

A autarquia pede que a empresa faça um comunicado ao usuários que possuam passes ativos, informando-os sobre procedimento de ressarcimento. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade