Publicidade

Estado de Minas

Minas tem quase 100 mil casos prováveis de dengue; mortes podem chegar a 55

Foram confirmadas 12 mortes pela enfermidade, sendo seis delas em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horzionte. Outros 33 óbitos estão sendo investigados


postado em 08/04/2019 17:33 / atualizado em 08/04/2019 17:41

(foto: Ag. Para - Belem- PA)
(foto: Ag. Para - Belem- PA)

A dengue continua a assombrar Minas Gerais. O número de casos prováveis da doença – que engloba os suspeitos e confirmados –  já se aproxima de 100 mil. Foram confirmadas 12 mortes pela enfermidade, sendo seis delas em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horzionte. Outros 33 óbitos estão sendo investigados. A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) está elaborando um decreto de emergência devido a grande infestação do mosquito aedes Aegypti.

O estado caminha para ter, mais uma vez, epidemia de dengue. Desde o início do ano, o alerta já tinha sido feito pelas autoridades de saúde para a possibilidade de aumento no número de pessoas infectadas pelo vírus. E os números mostram que a doença vem se alastrando rapidamente pelo território mineiro.

Boletim divulgado nesta segunda-feira mostra que Minas Gerais já registrou 99.599 notificações da dengue. Somente em março, foram 47.752 casos prováveis. Os números foram superiores aos dois meses anteriores. Em janeiro foram 17.539 e fevereiro 32.811 registros.

As mortes também aumentam a cada semana. A SES/MG confirmou 12 óbitos em decorrência da doença. Destas, seis foram em Betim, na Grande BH. Ao menos outras seis estão sendo investigadas na cidade. Os outros registros foram em Arcos, na Região Centro-Oeste de Minas, Passos, na Região Sul, Paracatu, Região Noroeste, dois em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e dois de Unaí, no Noroeste do estado.

Para se ter ideia de como a dengue vem se alastrando por Minas Gerais, nos 12 meses de 2018 foram 12 mortes confirmadas no território mineiro. Outros 10 ainda estão sendo investigados. Devido ao aumento no número de casos prováveis, a SES/MG elabora um decreto de emergência. A pasta informou que o documento deve ser divulgado nos próximos dias.


Outras doenças


Já foram registrados, neste ano, 1.077 casos prováveis de febre chikungunya. Entre eles, 37 gestantes, sendo três confirmações. Em 2018, foram 11.761 notificações e duas mortes confirmadas. Uma morte ainda está sendo investigada. Não tem registro de óbitos pela enfermidade em 2019.

No caso da zika, foram registrados 381 casos prováveis da doença neste ano. Entre eles, 109 gestantes. Onze gestantes tiveram a confirmação da doença. No ano passado, foram 168 casos prováveis da doença.


Publicidade