Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende grupo suspeito de latrocínio na Região Central de Minas

Foram detidos quatro jovens de 20, 21, 23 e 25 anos, além de um adolescente de 15. Eles planejaram crime em bar, passaram com uma caminhonete por cima do cadáver e também deram pauladas na esposa da vítima


postado em 23/03/2019 19:11

(foto: Divulgação/Polícia Militar)
(foto: Divulgação/Polícia Militar)

 

A Polícia Militar (PM) prendeu uma quadrilha suspeita de cometer um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) na zona rural de São José da Varginha, na Região Central do estado, na madrugada deste sábado (23). De acordo com a polícia, quatro jovens de 20, 21, 23 e 25 anos, além de um adolescente de 15, foram detidos dois dias depois de matar um idoso de 60 e dar pauladas na esposa dele. No dia do fato, ocorrido em uma fazenda, os acusados ainda passaram com o carro por cima da vítima.


Segundo a polícia, eles planejaram tudo em um bar na cidade, com ajuda da namorada de um dos suspeitos. Dois dos rapazes prestavam serviços ao idoso morto. Eles obtiveram a informação de que o chefe guardava uma grande quantidade de dinheiro em sua casa, cerca de R$ 10 mil, além de uma quantia grande no banco.


Diante disso, eles tentaram forçar o proprietário da fazenda a assinar papéis, com objetivo de obter seus dados bancários. Contudo, os suspeitos não conseguiram sacar o dinheiro, conforme o Boletim de Ocorrência.


Ainda de acordo com a corporação, em razão do desgaste entre as partes, o idoso decidiu dispensar os jovens de 20 e 25 anos. No mesmo dia, eles foram até a fazenda de táxi, ao lado do adolescente, de um rapaz de 23 e da jovem de 21, para tentar roubar os R$ 10 mil.


Contudo, segundo a corporação, eles não encontraram o dinheiro. Ao decorrer dos fatos, o suspeito de 25 deu várias facadas no idoso, que estava com o corpo amarrado. O outro de 23, então, passou com uma caminhonete por cima do cadáver. Este último ainda desferiu diversas pauladas na esposa da vítima.


Após cometer o crime, eles decidiram fugir rumo à cidade de Cordisburgo, também na Região Central. Neste processo, a polícia recebeu uma denúncia anônima de que os suspeitos estariam caminhando na rodovia MG-238, nas proximidades do município de Pequi.


Lá, na altura da zona rural de Maravilhas, a Polícia Militar efetuou a prisão dos suspeitos. A namorada de um deles já havia sido detida em Barbacena, na tarde em que o crime aconteceu.


Os suspeitos confessaram o crime ao serem detidos. Com eles, a polícia apreendeu uma espingarda calibre .20. Segundo a polícia, os acusados confessaram também terem furtado, em um sítio, outra espingarda usada no roubo, mas a arma não foi localizada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade