Publicidade

Estado de Minas

Número de mortos da tragédia de Brumadinho aumenta para 212

Segundo boletim da Defesa Civil, 93 pessoas ainda estão desaparecidas sob a lama; neste sábado, 139 bombeiros militares trabalham em 25 frentes de trabalho


postado em 23/03/2019 15:12

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

 

A operação Brumadinho continua neste sábado. Em boletim divulgado pela Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG) informou que 212 corpos já foram identificados pelo Instituto Médico Legal (IML). Com isso, 93 pessoas permanecem desaparecidas sob a lama despejada pela Barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão, pertencente à mineradora Vale.


No 58º dia de trabalhos, o Corpo de Bombeiros opera com efetivo de 139 militares distribuídos em 25 frentes de trabalho. Eles são auxiliados por 77 máquinas pesadas. Os cães, responsáveis por encontrar cerca de 80% dos corpos até aqui, estão em descanso neste sábado.


A previsão é que outros dois cães de Brasília cheguem a Brumadinho neste domingo. A estratégia foi adotada devido ao desgaste dos animais de Minas Gerais, que já começam a dar sinais de cansaço devido a lesões.


Os bombeiros se concentram, principalmente, nas áreas próximas às obras de construção da ponte de acesso à estrada de Alberto Flores, que liga a sede de Brumadinho a localidades da área rural do município. Ênfase também no espaço onde foi encontrado um quiosque de descanso da Instalação de Tratamento de Minério (ITM).


O planejamento também prevê o reestabelecimento do sistema de drenagem do remanso 3. Há previsão de pancadas de chuva na região durante a tarde e a noite deste sábado.


Publicidade