Publicidade

Estado de Minas

Mãe de aluna agride professora em escola estadual na Zona da Mata

Segundo a Polícia Militar (PM), a suspeita agiu depois que a filha reclamou de dores no braço que teriam sido causadas pela educadora ao expulsá-la da sala de aula


postado em 22/03/2019 19:22

(foto: Reprodução/Google Street View)
(foto: Reprodução/Google Street View)

 

Mais um caso de violência foi registrado em uma escola mineira. Desta vez, uma mulher de 42 anos agrediu uma professora de 31 com socos e tapas na Escola Estadual Padre Frederico Vienken, situada no Bairro Bonfim, em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. O fato aconteceu na tarde dessa quinta-feira (22).


Segundo a Polícia Militar (PM), a suspeita agiu depois que sua filha, 10, reclamou de dores no braço que teriam sido causadas pela educadora ao expulsá-la da sala de aula.


A mãe foi presa e levada a uma delegacia de Juiz de Fora. A professora recebeu atendimento médico no Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Teixeira, no Centro da cidade, devido a escoriações no rosto.


Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), responsável pela administração da escola, afirmou que “tomou as providências necessárias, acionando o Conselho Tutelar e a Polícia Militar para registrar boletim de ocorrência”. Segundo a pasta, o Conselho Tutelar pediu para que a aluna seja transferida para outra unidade escolar.


Ainda conforme a nota da secretaria, a direção da escola, junto à Superintendência Regional de Ensino de Juiz de Fora, ao Conselho Tutelar e à Polícia Militar, vai convocar uma reunião com os pais dos alunos para esclarecer que a unidade “está aberta para o diálogo e para a convivência democrática”.


Outro caso


Em fevereiro deste ano, a Polícia Militar (PM) registrou outra ocorrência na Escola Estadual Padre Frederico Vienken. Desta vez, a diretora recebeu agressões de outra mãe. Insatisfeita com a expulsão da filha da unidade educacional, a autora discutiu com a diretora no pátio da escola.


Segundo a PM, como a suspeita havia se alterado, a vítima virou as costas para ela e afirmou que não discutiria mais. Diante disso, a mãe aproveitou que a diretora estava desguarnecida e puxou seu cabelo. Dois professores precisaram conter a agressora, que também rasgou uma cortina e danificou o patrimônio da escola.


A mãe foi presa em flagrante delito e encaminhada à delegacia.


Publicidade